Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

América exige que Portugal quatro mil milhões de euros em defesa

Presidente norte-americano ameaçou deixar a Aliança Atlântica mas acabou por assegurar o compromisso dos EUA.
Francisco J. Gonçalves 13 de Julho de 2018 às 01:30
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Após debates tensos e uma sessão de crise, o presidente dos EUA, Donald Trump, saiu esta quinta-feira da cimeira da NATO, em Bruxelas, satisfeito com os resultados do encontro, durante o qual ameaçou deixar a Aliança se os parceiros não investirem 2% do PIB em Defesa até janeiro de 2019.

Apesar de não haver um compromisso público nesse sentido, Trump afirmou: "Temos uma NATO poderosa, muito mais forte do que era há dois dias". E o presidente dos EUA assegurou o seu empenho continuado com a Aliança Atlântica.

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, Emmanuel Macron, escusaram-se a confirmar cedências no que toca à antecipação para 2019 da meta dos 2%, prevista para 2024.

O primeiro-ministro António Costa está disposto a ir até aos 1,98% do PIB, o que equivale a cerca de 4 mil milhões de euros, mas só se Portugal conseguir mais fundos do próximo Quadro Comunitário de Apoio (2021-2027).

Como anunciou antes da cimeira o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, oito países comprometeram-se a cumprir a meta dos 2% este ano e há ainda um compromisso de 40 mil milhões de investimento adicional dos aliados.

Contudo, entre os oito países que elevam já este ano os gastos em Defesa não estarão nem a Alemanha nem a França.

Trump questiona plano de Brexit de May
Trump chegou esta quinta-feira ao Reino Unido numa visita que promete ficar marcada por protestos, e já causou uma pequena polémica.

Afirmou que talvez o governo de Theresa May "esteja a seguir uma via diferente" no Brexit do que o desejado pelos eleitores que, em referendo, lhe deram um mandato para deixar a União Europeia.

May reagiu dizendo que está a cumprir o prometido e que vai devolver ao país o controlo "sobre finanças, leis e fronteiras".

Portugal com quatro mil milhões em defesa
O primeiro-ministro português, António Costa, recusou comentar as pressões de Trump e garantiu que a sobrevivência da NATO não está em causa. Portugal gasta 1,3% do PIB em Defesa e não deverá alcançar a meta dos 2%. Se o fizer em 2024, gastará 4 mil milhões de euros na área.

PORMENORES
Trump ‘insulta’ Merkel
Trump quebrou o protocolo de uma forma considerada insultuosa. "Angela, precisas de fazer alguma coisa quanto a isto", disse Trump, tratando a chanceler alemã por ‘tu’ para exigir maior contributo para a NATO do país europeu mais rico.

Rússia acusa EUA
O Kremlin acusou esta quinta-feira Trump de querer pressionar Berlim a comprar energia aos EUA quando descreveu a Alemanha como "cativa" da Rússia. Trump atacou a Alemanha por participar com os russos na construção do Gasoduto do Báltico.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)