Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Maduro pede "mão dura imediata" contra quem reedite protestos de 2017

Presidente da Venezuela falava durante o ato de saudação às Forças Armadas Bolivarianas.
Lusa 28 de Dezembro de 2017 às 21:10
Nicolás Maduro
Nicolás Maduro
Nicolás Maduro
Nicolas Maduro
Nicolás Maduro
Nicolás Maduro
Nicolás Maduro
Nicolas Maduro
Nicolás Maduro
Nicolás Maduro
Nicolás Maduro
Nicolas Maduro

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu esta quinta-feira às autoridades de segurança venezuelanas que apliquem "mão dura imediata" contra os cidadãos que pretendam "reeditar" os violentos protestos de 2017.

"Nunca mais uma 'guarimba' (protesto em zonas residenciais com bloqueios de ruas). (...) não podemos baixar a guarda. Quem pretender reeditar a 'guarimba' deve saber que está obrigado a defender, agora com maior legitimidade, o direito à paz e à convivência, à tranquilidade, à circulação e à vida do povo venezuelano", disse.

Nicolás Maduro falava durante o ato de saudação às Forças Armadas Bolivarianas, neste final de ano, que teve lugar no Ministério da Defesa, em Caracas.

Presidente da Venezuela Nicolás Maduro Ministério da Defesa Caracas política
Ver comentários