Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

Agência agiliza cooperação de polícias

Catherine De Bolle é diretora da Europol desde março do ano passado.
17 de Maio de 2019 às 08:31
Catherine De Bolle é diretora da Europol desde março do ano passado
União Europeia
Catherine De Bolle é diretora da Europol desde março do ano passado
União Europeia
Catherine De Bolle é diretora da Europol desde março do ano passado
União Europeia
A União Europeia (UE) dispõe de uma agência criada em prol da segurança pública além-fronteiras.

A Europol ajuda os países da UE a cooperarem e trocarem informações com o intuito de manter a segurança a nível nacional e internacional.

A UE não dispõe de poder para intervir no terreno, como prender criminosos ou mesmo ordenar que se avance com investigações.

Ainda assim, tem competências de coordenação e apoio para efeitos não só de prevenção mas também de detenção e investigação de crimes.

Esta cooperação acontece em vários domínios, tais como o tráfico de seres humanos, o contrabando ou até o terrorismo.

A Europol foi criada em Haia no final da década de 90 e já permitiu inúmeras investigações conjuntas.

Exemplos de casos bem-sucedidos são a criação do grupo de missão Fraternité, após os atentados de Paris, e o desmantelamento de uma rede criminosa que produzia e vendia documentos de identidade falsos, na Grécia.

NÚMEROS 
4,8 mil milhões de euros é o orçamento proposto para o Fundo para a Segurança Interna da União Europeia de 2021 até 2027.

20% é a percentagem aproximada das crianças que são vítimas de abusos sexuais na Europa antes de terem 18 anos de idade.

44% dos jovens europeus gostavam de criar a sua própria empresa. A UE tem mecanismos de apoio.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)