Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Autarca de Pedrógão diz que presença de Marcelo é importante

Presidente da República está esta segunda-feira numa das áreas mais afetadas pelas fogos.
Lusa 25 de Dezembro de 2017 às 12:12
Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
O presidente da Câmara de Pedrógão Grande afirmou esta segunda-feira que a presença do Presidente da República no concelho é "muito importante" para aqueles que necessitam de afeto.

"Receber o Presidente da República, o chefe de Estado, em Pedrógão Grande, num dia destes, é muito importante para aqueles que necessitam de afeto e de um pouco de conforto", realçou o presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, que falava aos jornalistas antes da missa que está a ser celebrada desde as 11h30 na igreja matriz da vila.

Para o autarca, a presença de Marcelo Rebelo de Sousa esta segunda-feira na zona afetada pelo grande incêndio que deflagrou em junho "é a confirmação e consolidação de que o Presidente da República está inteiramente solidário e atento a tudo o que se está aqui a passar".

"O Presidente da República vem dar uma força e dizer que está atento e é isso que interessa e que é mais importante", sublinhou Valdemar Alves.

De acordo com o autarca, o concelho continua a precisar de solidariedade, "principalmente das grandes instituições", porque "a obra ainda não está terminada e vai levar alguns anos".

"É um Natal triste. Os acontecimentos de junho não deixaram de marcar as mulheres e homens desta terra e todas as pessoas que se relacionam com ela", constatou, por sua vez, o presidente da Assembleia Municipal de Pedrógão Grande, Tomás Correia.

Para o também presidente do Associação Mutualista Montepio, este é também um Natal que vai servir "para reconstruir a esperança, que é aquilo que é cada vez mais escasso nesta terra".

Segundo Tomás Correia, é necessário criar-se uma nova visão para o território, que tem uma economia pobre e débil.

O problema, defendeu, "tem de ser enfrentado com determinação. Todos aqueles que têm responsabilidades têm de olhar para esta região no sentido de começarem a tomar medidas que conduzam a um quadro de recuperação desta terra, a um quadro de coesão territorial".

Durante o dia desta segunda-feira, está previsto que Marcelo Rebelo de Sousa participe num almoço com familiares das vítimas, inaugure a nova sede da Associação de Vítimas do Incêndio de Pedrógão, na antiga escola primária da aldeia da Figueira, assista a um concerto em Figueiró dos vinhos e visite a Aldeia Natal na vila de Castanheira de Pera, onde deverá jantar no quartel da corporação local de bombeiros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)