Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

José Sócrates presente no funeral do fundador do PS

Carlos Candal, fundador do PS, faleceu ontem, aos 71 anos, nos Hospitais da Universidade de Coimbra, onde estava internado desde o dia 14 de Maio. O funeral, previsto para hoje, foi adiado porque o secretário-geral do PS e primeiro-ministro, José Sócrates, manifestou a intenção de comparecer, apurou o CM.

19 de Junho de 2009 às 00:30
Carlos Candal, fundador do PS
Carlos Candal, fundador do PS FOTO: Pedro Catarino

Carlos Candal foi membro fundador do PS e deputado por aquele partido na Assembleia Constituinte, na Assembleia da República e no Parlamento Europeu.

No seu currículo, Candal consta ainda como cabeça-de-lista pelo círculo eleitoral de Aveiro em 1995, numas eleições em que o político teve Paulo Portas e Pacheco Pereira como principais adversários. A disputa ficou marcada por um texto polémico da sua autoria denominado ‘Breve manifesto anti-Portas em português suave’.

No dia 14 de Maio, durante uma acção de pré-campanha de Vital Moreira às eleições europeias, o histórico do PS sentiu-se indisposto, e acabou por ser hospitalizado.

O funeral de Carlos Candal, pai do deputado socialista Afonso Candal, terá lugar amanhã, em Aveiro, sua terra natal, pelas 10h45.

Ver comentários