Luís Campos Ferreira pede para sair do Parlamento

O gestor de profissão cumpre a quinta legislatura consecutiva e sai "por motivos pessoais e profissionais".
Por Janete Frazão|07.12.18

O deputado do PSD Luís Campos Ferreira deu entrada com os papéis na Assembleia da República com vista a abandonar todas as funções que desempenha na casa da democracia a partir de janeiro de 2019. A notícia foi confirmada pelo próprio deputado ao Correio da Manhã.

"É uma decisão que terá efeitos a partir de 31 de Dezembro. Será ano novo, vida nova", começou por dizer Campos Ferreira, explicando que esta "decisão foi muito maturada" e  que " já foi tomada há vários meses". Ao fim de quase vinte anos de Assembleia da República, o social democrata diz que a opção se prende com "motivos pessoais e profissionais". Garante ainda que nada muda em relação ao PSD. "Não vou sair do partido, há tendência para misturar as coisas", sublinhou.

Luís Campos Ferreira, colunista do Correio da Manhã e comentador da CMTV, é deputado eleito pelo circulo de Viana de Castelo e pertence a várias comissões parlamentares. É vice presidente da Comissão Eventual de Acompanhamento do Processo de Definição da "Estratégia Portugal 2030" e é coordenador do Grupo de Trabalho Indústria.

O gestor de profissão cumpre, neste momento, as funções de deputado pela quinta legislatura consecutiva. Pelo meio, foi, entre outras, secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação dos XIX e XX Governos, vice-presidente do grupo parlamentar do PSD e Presidente do Conselho de Direção do Canal Parlamento. "Tive no Parlamento tempos com uma vida muito ocupada, mas foi muito giro, voltava a fazer tudo", disse ao CM.

 



pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!