Sub-categorias

Notícia

Tribunal da Guarda condena mulher a 18 anos de prisão por ter matado o filho

Crime aconteceu em setembro de 2017.
Por Lusa|12.07.18
Uma mulher foi condenada pelo Tribunal Judicial da Comarca da Guarda a 18 anos de prisão por ter matado o filho de 10 anos, em setembro de 2017.
Tribunal da Guarda condena mulher a 18 anos de prisão por ter matado o filho

A arguida Ilda Gonçalves, de 46 anos, foi condenada pelo coletivo de juízes do Tribunal da Guarda a 18 anos de prisão pela prática, em autoria material e na forma consumada, de um crime de homicídio qualificado.

O julgamento teve início no dia 20 de junho e o acórdão judicial, a que esta quinta-feira a agência Lusa teve acesso, foi proferido no dia 28.

Segundo a decisão, durante o julgamento foi provado que a arguida, que padece de doença psiquiátrica (sofre de Síndrome Depressivo Grave com Sintomatologia Psicótica), "agiu de forma livre, deliberada e consciente, com o propósito concretizado de matar" o filho que tinha 10 anos.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!