Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Empresário português encontrado morto em casa em Angola

Adérito Florêncio Tété foi agredido por desconhecidos com uma tábua de lavar roupa à mão. Polícia suspeita de assassinato.
3 de Fevereiro de 2019 às 14:20
Adérito Florêncio Tété
Adérito Florêncio Tété
Adérito Florêncio Tété
Um cidadão português de 85 anos, residente em Angola há 60, foi encontrado hoje morto em casa, com a polícia angolana a admitir poder tratar-se de um assassinato, disse à agência Lusa um funcionário das empresas da vítima.

Segundo Fernando Carvalho, técnico de contas do Restaurante Capri e da Tété e Gouveia Limitada, Adérito Florêncio Tété, natural de Trás-os-Montes, foi encontrado no quarto da sua residência, tendo, "aparentemente", sido agredido por desconhecidos com uma tábua de lavar roupa à mão.

Fernando Carvalho, também presidente da Associação de Turismo, Hotelaria, Restauração e Similares de Malanje, indicou à Lusa que o sangue da vítima é "consistente" com o que se encontra na tábua e que foi essa a "primeira hipótese" colocada pelo inquérito entretanto iniciado pelos Serviços de Investigação Criminal (SIC) locais, após uma análise preliminar.

A Lusa tentou, sem sucesso, contactar a polícia de Malanje e o Consulado Geral da Portugal em Angola.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)