Pinto da Costa é arguido no processo dos mails

Presidente do FC Porto foi esta sexta-feira interrogado no DCIAP por ofensa à pessoa coletiva.
09.11.18
Pinto da Costa é arguido no processo dos mails. O presidente do FC Porto foi esta sexta-feira interrogado no DCIAP por ofensa à pessoa coletiva, na sequência de uma queixa apresentada pelo Benfica.

Além de Pinto da Costa, também os administradores Adelino Caldeira, Fernando Gomes, Reinaldo Teles, José Américo Amorim e Rui Vieira de Sá foram constituídos arguidos pelo mesmo crime.

Também Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, é ainda arguido pelo crime de violação de correspondência.

Num esclarecimento publicado na página do DCIAP afirma-se que "no âmbito de inquérito que teve origem numa queixa apresentada pelo Sport Lisboa e Benfica, foram, hoje, constituídos e interrogados sete arguidos".

"Estes arguidos encontram-se indiciados pela prática do crime de ofensa a pessoa coletiva, estando, ainda, um deles indiciado pela prática crime de violação de correspondência", acrescenta-se.

A Benfica SAD diz ter sofrido prejuízos de milhões de euros na sequência da divulgação dos mails.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!