Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Assessor do Bloco de Esquerda escreve "bosta da polícia" mas nega ataque à PSP

Publicações de Mamadou Ba estão a dar polémica. Assessor diz que se referia a polícias com conteúdos racistas nas redes sociais.
22 de Janeiro de 2019 às 12:38
Mamadou Ba, assessor do Bloco de Esquerda e dirigente da SOS Racismo
Mamadou Ba, assessor do Bloco de Esquerda e dirigente da SOS Racismo
Mamadou Ba, assessor do Bloco de Esquerda e dirigente da SOS Racismo
Mamadou Ba, assessor do Bloco de Esquerda e dirigente da SOS Racismo
Mamadou Ba, assessor do Bloco de Esquerda e dirigente da SOS Racismo
Mamadou Ba, assessor do Bloco de Esquerda e dirigente da SOS Racismo
Mamadou Ba, assessor do Bloco de Esquerda e dirigente da SOS Racismo
Mamadou Ba, assessor do Bloco de Esquerda e dirigente da SOS Racismo
Mamadou Ba, assessor do Bloco de Esquerda e dirigente da SOS Racismo
Mamadou Ba, assessor parlamentar do Bloco de Esquerda e dirigente da Associação SOS racismo, comentou esta segunda-feira o caso da intervenção da PSP no Bairro da Jamaica, no Seixal, usando o termo "bosta de polícia".

"Sobre a violência policial, que um gajo tenha de aguentar a bosta da bofia e da facho esfera é uma coisa é natural, agora levar com sermões idiotas de pseudo radicais iluminados é já um tanto cansativo, carago!", escreveu Mamadou Ba.



A mensagem despoletou de imediato reações iradas, com Mamadou Ba a ser acusado de insultar a PSP.

O assessor reagiu à polémica numa segunda mensagem, publicada na mesma rede social esta terça-feira, em que se insurge contra as reações ao que escreveu. E explica que usou a expressão "bosta de polícia" para se referir a "agentes de autoridade cujas caixas de comentários são autênticos aterros de lixo racista" 

"Ontem, denunciei dois perfis Facebook ligados a agentes de autoridade cujas caixas de comentários são autênticos aterros de lixo racista. Passado algum tempo, os perfis desapareceram. O que é bom.
Ao fim da tarde, publiquei um post dando conta da minha impaciência em aturar os sermões idiotas dos pseudo revolucionários iluminados em comparação com a obrigação que tenho de lidar com a bosta da bofia e da facho esfera. A partir daí, comecei a receber vários tipos de insultos e ameaças. E sim, bater em alguém porque é negro ou cigano, é uma bosta. Matar alguém porque é negro ou cigano é pior que uma bosta".

O assessor diz que vai continuar a lutar contra o racismo e deixa um aviso: "prefiro uma estadia na prisão por denunciar a violência policial racista do que a lei da omertà".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)