Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Confirmada pena de 24 anos para Bruno ‘Pidá’

Os juízes conselheiros do Supremo Tribunal de Justiça confirmaram a pena aplicada a Bruno ‘Pidá’, agravada recentemente em mais um ano pelo Tribunal da Relação do Porto. O líder do gang da Ribeira, que foi condenado em primeira instância a 23 anos de prisão pelo homicídio do segurança Ilídio Correia, viu assim a pena aplicada ser aumentada – passando de 23 para 24 anos.

21 de Junho de 2011 às 00:30
PIDÁ, PORTO, JULGAMENTO, HOMICÍDIO, MORTE
PIDÁ, PORTO, JULGAMENTO, HOMICÍDIO, MORTE FOTO: JOSÉ REBELO

Na mesma altura, os juízes da Relação decidiram também subir de 22 para 23 anos de cadeia a pena aplicada a Fernando Martins, conhecido por ‘Beckham'. Já as penas aplicadas em primeira instância a Mauro Santos, condenado a 21 anos de prisão; Ângelo Ferreira, conhecido por ‘Tiné', com a mesma condenação, e Fábio Barbosa, que foi absolvido, foram confirmadas.

Bruno ‘Pidá' vai ainda ser julgado pela morte do empresário Aurélio Palha, dono da discoteca Chic, no Porto, assassinado em Agosto em 2007. Vai responder por dois crimes de homicídio e por detenção de arma proibida. Também Augusto Soares, Ângelo ‘Tiné', Miguel Palavrinhas, Mauro Santos e Tiago ‘Chibanga' foram acusados e vão responder em tribunal pelo mesmo crime. O julgamento está marcado para Setembro no Tribunal de São João Novo, no Porto.

Recorde-se que ‘Pidá' foi detido e condenado no âmbito do megaprocesso ‘Noite Branca', ligado à violência na noite registada no Porto em 2007 e cuja investigação esteve a cargo da procuradora Helena Fazenda, do Departamento Central de Investigação e Acção Penal.

PIDÁ PORTO JULGAMENTO HOMICÍDIO MORTE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)