Dirigente sindical da PSP acaba no hospital após greve de fome

Protesto de Peixoto Rodrigues em Belém interrompido após quatro dias.
Por João Carlos Rodrigues|17.03.19
Após quatro dias em greve de fome à porta do Palácio de Belém, o presidente do Sindicato Unificado da PSP teve de ser transportado anteontem à noite para o hospital devido à "deterioração do seu estado de saúde".

Peixoto Rodrigues estava desde terça-feira em protesto na defesa dos profissionais da polícia, e para exigir garantias do Governo em resposta a várias reivindicações da classe.

Ao longo dos dias, o dirigente sindical foi apresentando "sinais de cansaço" e, na sexta-feira, ao final do dia, começou a sentir alguma fraqueza nas pernas, mas quis permanecer no local, explicou o presidente da Federação Nacional dos Sindicatos da Polícia (Fenpol), Pedro Magrinho.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!