Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Águeda: fica sem 200 euros que põe no sutiã

Vítima mantinha o dinheiro escondido entre os seios.
Ana Isabel Fonseca e Francisco Manuel 15 de Setembro de 2015 às 09:49
Luta por territórios relacionada com prostituição esteve na origem dos assaltos
Luta por territórios relacionada com prostituição esteve na origem dos assaltos FOTO: DR
Uma luta por territórios relacionada com negócios da prostituição esteve na origem de dois assaltos violentos de que foi alvo uma mulher, de 36 anos, em Águeda. O último caso ocorreu sexta-feira, quando a vítima foi atacada por três homens, que lhe roubaram 200 euros que aquela tinha guardados entre os seios. Dias antes, a mulher havia já sido atacada por outro assaltante, que lhe levou 150 euros.

A vítima apresentou, durante a manhã desta segunda-feira, uma queixa na GNR contra os suspeitos. Conseguiu reter as matrículas dos carros em que os homens seguiam.

Os problemas iniciaram-se quando uma outra mulher começou a prostituir-se na variante que liga Recardães a Barrô. A vítima passou a ser ameaçada para abandonar o local, mas não o fez.

No dia 3 de setembro foi assaltada pela primeira vez. Um homem levou-lhe à força a mala na qual tinha o dinheiro. A mulher voltou ao local na sexta-feira e foi novamente roubada. Três ladrões tentaram apedrejá-la e depois agarraram-na e retiraram-lhe 200 euros.
GNR Recardães sutiã prostituição assaltos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)