Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Grupo de 22 mediuns junta-se no Facebook para procurar Maëlys

Menina lusodescendente está desaparecida há 19 dias. Autoridades reduziram o efetivo das buscas.
J.C.M. 13 de Setembro de 2017 às 14:47
Maëlys desapareceu durante uma festa de casamento
Maëlys desapareceu durante uma festa de casamento
Cartazes com o rosto de Maëlys de Araújo foram espalhados em dezenas de estabelecimentos da localidade onde a menina desapareceu
Buscas por Maëlys de Araújo
Maëlys desapareceu durante uma festa de casamento
Maëlys desapareceu durante uma festa de casamento
Cartazes com o rosto de Maëlys de Araújo foram espalhados em dezenas de estabelecimentos da localidade onde a menina desapareceu
Buscas por Maëlys de Araújo
Maëlys desapareceu durante uma festa de casamento
Maëlys desapareceu durante uma festa de casamento
Cartazes com o rosto de Maëlys de Araújo foram espalhados em dezenas de estabelecimentos da localidade onde a menina desapareceu
Buscas por Maëlys de Araújo
Dezanove dias depois, continua a não haver sinais de onde possa estar Maëlys Araújo. O suspeito detido pelas autoridades mantém a declaração de inocência e pouco tem ajudado as autoridades francesas a encontrar a menina. No terreno, prosseguem as buscas nos lagos e montanhas da região onde a menina desapareceu, mas o efetivo foi reduzido. A menina de nove anos foi vista pela última vez num casamento em Pont-de-Beauvoisin, a 80 km de Lion, no dia 3 de setembro.

Mas se o esforço das autoridades parece não dar resultados, também as ajudas do campo paranormal se têm revelado pouco eficazes. A família pediu a ajuda do medium português Fernando Nogueira, conhecido como o 'Bruxo de Fafe', mas a experiência não terá corrido bem.

Ainda assim, o jornal Dauphine Libéré dá conta que 22 mediuns se juntaram num grupo de Facebook para tentar ajudar a localizar a menina. O grupo não quer revelar quais as identidades dos seus membros, mas uma das fundadora conta o jornal francês o que os levou a tomar tal iniciativa. ""Tentei ignorar o caso, porque sou mãe de três filhos, mas um amigo médium pediu-me ajuda. Então, pareceu-me óbvio que tudo tinha que ser feito para encontrá-la. Criei este grupo para juntar pessoas e ser mais poderoso. Compartilhamos, confrontamos e cruzamos tudo".  A medium garante que os relatórios que sintetizam as intuições "já foram enviados por três vezes" para a polícia". Mas os resultados ainda estão por apurar. 

O jornal relata que esta não é a primeira vez que acontece uma iniciativa semelhante. Em França, é frequente, sempre que há casos de desaparecimentos, que os mediuns se juntem para partilhar informações. O massacre da família Troadec, no norte de França, foi uma das mais recente ocasiões em que isso aconteceu.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)