Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

"Quase morri": o testemunho impressionante do militar da GNR que sobreviveu à fúria assassina de Pedro Dias

António Ferreira foi algemado, conduzido para um campo ermo durante a madrugada e amarrado a uma árvore.
Tânia Laranjo 18 de Setembro de 2019 às 21:10
Testemunho impressionante do Cabo Ferreira
Pedro Dias, o monstro de Aguiar da Beira
Testemunho impressionante do Cabo Ferreira
Testemunho impressionante do Cabo Ferreira
Testemunho impressionante do Cabo Ferreira
Testemunho impressionante do Cabo Ferreira
Pedro Dias, o monstro de Aguiar da Beira
Testemunho impressionante do Cabo Ferreira
Testemunho impressionante do Cabo Ferreira
Testemunho impressionante do Cabo Ferreira
Testemunho impressionante do Cabo Ferreira
Pedro Dias, o monstro de Aguiar da Beira
Testemunho impressionante do Cabo Ferreira
Testemunho impressionante do Cabo Ferreira
Testemunho impressionante do Cabo Ferreira

António Ferreira sobreviveu por milagre à fúria assassina de Pedro Dias. O homem vive com uma bala alojada na cabeça e pode ficar tetraplégico a qualquer momento.

O Investigação CM desta quarta-feira revisita o terror e a morte semeada pelo monstro de Aguiar da Beira e revela-lhe o testemunho emotivo de António Ferreira. Aos jornalistas da CMTV conta os sonhos destruídos pela bala disparada por Pedro Dias.

António Ferreira sobreviveu a uma autêntica execução: foi algemado por Pedro Dias, conduzido para um campo ermo durante a madrugada e amarrado a uma árvore. António Ferreira teve que se ajoelhar e foi nesse momento que Pedro Dias lhe apontou uma arma à cara e disparou.

O destino de Carlos Caetano foi bem diferente. O camarada de armas de António, de apenas 29 anos, morreu às mãos de Pedro Dias. Foi abatido com um tiro na cabeça, disparado à queima-roupa pelo monstro de Aguiar da Beira.

Pedro Dias GNR António Ferreira CMTV Aguiar da Beira educação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)