Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Juiz diz que sorteio de distribuição do processo Operação Marquês foi totalmente aleatório

Sobre os quatro erros detetados no sistema no dia do sorteio, o magistrado explicou que foram apenas tentativas.
Lusa 4 de Março de 2020 às 17:26
José Sócrates
José Sócrates FOTO: Vítor Mota
O juiz Ivo Rosa afirmou esta quarta-feira em tribunal que o sorteio eletrónico da distribuição do processo Operação Marquês ao magistrado que dirige a fase de instrução foi "totalmente aleatória" e não padeceu de quaisquer erros.

Ivo Rosa disse que o sorteio, efetuado em 28 de setembro de 2018, que determinou que fosse ele a dirigir a fase de instrução do processo, foi realizado "por meios eletrónicos que garantiram total aleatoriedade" e que não houve erros no sistema, mas apenas várias tentativas de introduzir o processo no módulo da distribuição, devido às enormes dimensões do mesmo.

Sobre os quatro erros detetados no sistema no dia do sorteio, o magistrado explicou que foram apenas tentativas e se deveram às dificuldades em transferir o processo Operação Marquês para o modulo de distribuição.

Ivo Rosa crime lei e justiça judicial (sistema de justiça)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)