Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Morre em choque brutal e acaba carbonizado

Flávio Castro perdeu o controlo do carro.
Francisco Manuel 30 de Janeiro de 2016 às 09:22
Carrinha Golf ficou destruída pela força do embate e pelas chamas. Flávio Castro terá tido morte imediata
Carrinha Golf ficou destruída pela força do embate e pelas chamas. Flávio Castro terá tido morte imediata FOTO: Francisco Manuel
Aquela curva que percorreu tantas vezes a caminho de casa, desta vez, foi fatal para Flávio Castro. A carrinha Golf do motorista, de 38 anos, entrou em despiste e chocou contra uma casa. Flávio teve morte imediata. A violência do embate fez com que a viatura se incendiasse, carbonizando o corpo do condutor. Ricardo Rafael Santos, 21 anos, que seguia no lugar do passageiro, foi retirado do carro em chamas por um morador. O jovem sofreu ferimentos graves.

O ferido foi transportado pelos bombeiros de Ílhavo para o hospital de Aveiro com acompanhamento médico do INEM.

O acidente ocorreu às 02h43 desta sexta-feira na rua da Légua, em Ílhavo, a 300 metros da casa de Flávio. "Quando me aproximei do carro o condutor já não reagia. No automóvel já se viam algumas chamas e o passageiro suplicava para o tirar dali. Consegui retirá-lo pela janela", conta ao CM António Capucho, morador local. "As chamas ficaram incontroláveis e já não pude tirar o condutor daquele inferno", lamenta. O passageiro foi socorrido por moradores, que apagaram a roupa em chamas com baldes de água. A vítima recupera no hospital.

Ricardo Rafael Santos Ílhavo hospital Aveiro acidente Flávio Castro carbonizado
Ver comentários