Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Mulher acusa quatro seguranças do festival NOS Alive de agressões

PSP confirma queixa feita e avança que se encontra a decorrer uma investigação.
Marta Ferreira 15 de Julho de 2019 às 17:06
Mulher acusa quatro seguranças do festival NOS Alive de agressões
Mulher acusa quatro seguranças do festival NOS Alive de agressões FOTO: Facebook
Uma mulher denunciou esta sexta-feira, através de uma publicação nas redes sociais, ter sido agredida por quatro seguranças quando se divertia no festival NOS Alive, que decorreu no Passeio Marítimo de Algés e terminou no passado ábado.

Luana Brasil, de 36 anos, alega que há 23 anos que participa em festivais e nunca lhe tinha acontecido nada semelhante."Nunca estive envolvida em nenhuma briga ou confusão", começa por contar.

A alegada vítima afirma ainda que as suas experiências nestes espetáculos são sempre positivas, conhecendo pessoas novas, divertindo-se e fazendo amigos. 

Segundo afirma, na passada quinta-feira foi diferente.

"O público em frente ao palco principal não estava lá para ver MOGWAI, mas para guardar lugar para o próximo show, que seria dos The Cure. Quando Mogwai começou, eu pedi licença ao pessoal que estava apenas aguardando e disse: não se preocupem, no show do Cure eu vou lá para trás, na verdade eu sou fã desta banda que está tocando (e eles nem sabiam qual era)", revela acrescentando que, quando a música de abertura da sua banda de eleição começou, se encontrava a divertir, como em qualquer outra altura, à frente do palco. 

Luana alega que nesse momento, quatro seguranças do festival se aproximaram e a retiraram força do local, tendo posteriormente sido agredida sem, segundo afirma, qualquer justificação. 

O Correio da Manhã contactou a PSP que confirmou que Luana Brasil foi assistida no recinto e a queixa foi feita estando a decorrer uma investigação ao caso. As autoridades afirmam ainda que os agressores não foram identificados.  

A mulher, após ser assistida no recinto, foi transportada para o Hospital Garcia da Orta. No relatório hospitalar é confirmada uma fratura de ossos do metacarpo. 

Na publicação feita no Facebook, Luana alega ainda ter hematomas como consequência das alegadas agressões. No entanto, este último dado não é confirmado pela PSP que confirma apenas que a mulher se queixou de "dores na mão".

A PSP encontra-se agora a investigar. 
NOS Alive Luana Brasil Passeio Marítimo de Algés The Cure MOGWAI PSP música Festival
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)