Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Mulher chega seminua a casa da mãe e diz que foi violada por dupla

Polícia Judiciária está a investigar caso de sequestro em Braga.
Fátima Vilaça 16 de Abril de 2019 às 08:43
Polícia Judiciária
GNR
GNR
GNR
Polícia Judiciária
GNR
GNR
GNR
Polícia Judiciária
GNR
GNR
GNR
A Polícia Judiciária de Braga está a investigar uma alegada violação e sequestro de que uma mulher, de 35 anos, diz ter sido vítima, domingo à noite, em Braga.

Na versão que contou às autoridades, a mulher diz ter sido abordada, cerca das 22h30, em Celeirós, por dois homens, que se deslocavam num carro verde e que lhe ofereceram boleia.

A vítima terá recusado e acabou por ser obrigada, à força, a entrar no veículo, sendo depois levada até uma casa abandonada, na freguesia de Priscos.

Disse que foi amordaçada com uma fita e forçada a práticas sexuais com os dois indivíduos. Terá sido depois deixada inconsciente no local.

Horas depois, já na manhã de ontem, a mulher caminhou até à casa da mãe, onde chegou praticamente despida.

Após insistência dos familiares, acabou por ligar para o 112 a pedir ajuda. Uma patrulha da GNR foi de imediato à habitação onde a mulher estava.

Ao final do dia de ontem, a Polícia Judiciária deslocou-se com a vítima até à casa onde esta afirma que foi violada.

Os inspetores inquiriram a mulher no sentido de perceber os contornos do crime de que diz ter sido vítima.
Polícia Judiciária de Braga Priscos Braga GNR Celeirós polícia questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)