Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Ordem dos Médicos lamenta acidente com helicóptero do INEM

Os quatro profissionais "aceitaram enfrentar condições meteorológicas bastante adversas para ajudar a salvar mais uma vida".
Lusa 16 de Dezembro de 2018 às 09:59
Helicóptero do INEM cai em Valongo
Quatro mortos confirmados em queda de helicóptero do INEM em Valongo
Helicóptero do INEM cai em Valongo
Helicóptero do INEM cai em Valongo
Helicóptero do INEM cai em Valongo
Quatro mortos confirmados em queda de helicóptero do INEM em Valongo
Helicóptero do INEM cai em Valongo
Helicóptero do INEM cai em Valongo
Helicóptero do INEM cai em Valongo
Quatro mortos confirmados em queda de helicóptero do INEM em Valongo
Helicóptero do INEM cai em Valongo
Helicóptero do INEM cai em Valongo

A Ordem dos Médicos lamentou este domingo o acidente ocorrido com o helicóptero do INEM e expressou o seu "profundo reconhecimento" e homenagem aos quatros profissionais que perderam a vida na queda da aeronave no sábado em Valongo.

Quando ainda se desconhecem as causas de "tão lamentável acidente", a Ordem dos Médicos (OM) enaltece "a dedicação exemplar" do médico, da enfermeira, do piloto e do copiloto que seguiam a bordo do helicóptero Augusta A109S ao serviço do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Os quatro profissionais "aceitaram enfrentar condições meteorológicas bastante adversas para ajudar a salvar mais uma vida", sublinha o comunicado.

"O espírito de missão destes profissionais, que faleceram ao serviço da humanidade, ajudou a salvar muitas vidas", afirma no comunicado o bastonário da OM, Miguel Guimarães.

Para Miguel Guimarães, "são um exemplo" de "coragem, resiliência e dedicação a uma causa maior, salvar vidas. Uma missão heroica que honra todos os portugueses".

"Neste momento de profunda dor e consternação", a Ordem dos Médicos expressa "o seu profundo sentido de reconhecimento e homenagem aos quatro seres humanos que perderam a vida e endereça sentidas condolências aos familiares, amigos e a todos aqueles que fazem a emergência médica em Portugal".

O acidente ocorreu quando o helicóptero regressava à sua base, em Macedo de Cavaleiros, Bragança, após ter realizado uma missão de emergência médica de transporte de uma doente grave para o Hospital de Santo António, no Porto.

Este é o acidente aéreo mais grave ocorrido este ano em Portugal, elevando para seis o número de vítimas mortais em acidentes com aeronaves desde janeiro.

GNR apresentou as suas condolências
A Guarda Nacional Republicana apresentou este domingo as suas condolências através do Facebook. Numa mensagem partilhada às 10h50, a GNR mostra o seu pesar.

"A GNR apresenta as mais sentidas condolências a todos os profissionais que prestam serviço no INEM - Instituto Nacional de Emergência Médica e, em especial, aos familiares e amigos dos quatro tripulantes da aeronave que ontem se despenhou na região de Valongo", lê-se na publicação.


Ver comentários