Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Pai e filho abusam de crianças acolhidas

Atos sexuais duraram seis anos.
Ana Isabel Fonseca e Tânia Laranjo 14 de Maio de 2015 às 00:30
Polícia Judiciária de Braga
Polícia Judiciária de Braga FOTO: Secundino Cunha
Tinham nove e onze anos quando foram viver para casa de uma família de acolhimento em Celorico de Basto. E foi nessa altura que a vida das duas irmãs se transformou num inferno. Foram abusadas por pai e filho, hoje com 59 e 35 anos. Os atos sexuais duraram seis anos e foram agora denunciados à Polícia Judiciária de Braga.

Os suspeitos foram presentes a um juiz e saíram em liberdade, sujeitos a apresentações bissemanais. Estão proibidos de se ausentarem do concelho onde vivem e não podem também contactar as vítimas.

O pai tinha conhecimento dos abusos que o filho cometia e o inverso também acontecia. Sujeitavam as menores a atos sexuais em casa. Recentemente, já após terem abandonado a família de acolhimento, as vítimas fizeram queixa. A PJ investiga se a mãe sabia dos abusos.

Celorico de Basto Polícia Judiciária de Braga PJ crime lei e justiça crimes sexuais
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)