Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Pais de criança chinesa vão ser julgados

Menina caiu do 21.º andar de um prédio em Lisboa.
14 de Setembro de 2016 às 18:49
Criança caiu do 21º andar desta torre,  situada no Parque das Nações. Pais foram  detidos pela PJ, mas saíram  em liberdade
Criança caiu do 21º andar desta torre, situada no Parque das Nações. Pais foram detidos pela PJ, mas saíram em liberdade FOTO: Bruno Colaço
Os pais da criança chinesa que caiu de um 21.º andar no Parque das Nações, em Lisboa, vão ser julgados um crime de exposição ou abandono, agravado pelo resultado morte.

A criança caiu do apartamento localizado na Torre de São Rafael, em Lisboa, durante a madrugada, numa altura em que os pais estariam no Casino de Lisboa, tendo a criança acabado por morrer. 

Em desespero por ter acordado de madrugada e descoberto que estava sozinha em casa, a menina de 5 anos gritou e bateu às portas. 

Os pais, um casal de milionários chineses, estavam a algumas centenas de metros. Deixaram-na sozinha para se divertirem no Casino Lisboa, de onde saíram às 03h00 - hora de fecho.

Ao chegarem ao apartamento que compraram por mais de 500 mil euros - o que lhes permitiu receber Vistos Gold, - descobriram que a filha tinha aberto a porta da varanda e caído 80 metros para a morte do 21º andar da Torre São Rafael, no Parque das Nações.

A tragédia aconteceu em fevereiro e, na altura, o casal foi constituído arguido e questionado pela Polícia Judiciária.

Os arguidos, que à data dos factos residiam na Torre de S. Rafael, em Lisboa, estão sujeitos a apresentações semanais às autoridades policiais e proibidos de se ausentarem para o estrangeiro, refere a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa.

O inquérito foi dirigido pelo Ministério Público do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa , em colaboração com a Polícia Judiciária.
Torre de São Rafael Parque das Nações Casino Lisboa Polícia Judiciária de Lisboa Portugal
Ver comentários