Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

PJ caça em Madrid homicida da máfia chinesa do meixão que matou em Setúbal

Jun Jun Fang, 32 anos, levou seis tiros: um na nuca e cinco na boca.
Sérgio A. Vitorino 17 de Fevereiro de 2022 às 01:30
Local onde Jun Jun Fang foi assassinado
Local onde Jun Jun Fang foi assassinado FOTO: CMTV
Shuxiau Zhang andou quase três anos em fuga e foi agora finalmente apanhado. Em maio de 2019 executou em Setúbal (com um segundo sicário) um empresário também de nacionalidade chinesa.

Jun Jun Fang, 32 anos, levou seis tiros - um na nuca e cinco na boca - por ter falhado o pagamento de um empréstimo de 70 mil € junto da máfia chinesa do tráfico de droga e do meixão, enguia-bebé que atinge 20 mil €/quilo no mercado asiático. Segundo soube o CM , o homicida, de 50 anos, andou fugido e foi agora apanhado num hotel em Madrid. O mesmo local para onde escapou a 4 de maio de 2019, após ter assassinado Fang na Sapec.

A vítima terá sofrido às mãos de Zhang antes de ser executado. Na tentativa de adiar o pagamento da dívida, Fang prometera à máfia um armazém onde esconder o meixão. Zhang sentiu-se enganado. A PJ de Setúbal identificou os autores logo após o crime e até apreendeu em Madrid a carrinha usada. Agora, conseguiu saber que Zhang tinha regressado ao hotel e alertou a polícia espanhola, que o deteve com base num mandado emitido por Portugal em setembro de 2019.
PJ Setúbal Madrid Shuxiau Zhang Jun Jun Fang crime lei e justiça prisão
Ver comentários