Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

População contesta pároco

O atraso de meia hora para celebrar o funeral de um jovem falecido num acidente, que juntou muita gente, especialmente jovens, foi a gota de água que motivou a revolta da população da Luz de Tavira contra o padre Carlos Matos.
17 de Março de 2007 às 00:00
Aplaudido em tom de chacota, o pároco seria depois vaiado e insultado pela multidão. O descontentamento prossegue agora com a elaboração de um abaixo-assinado (que reuniu cerca de duas centenas de assinaturas em menos de uma semana), que será entregue segunda-feira ao bispo do Algarve, D. Manuel Neto Quintas, a pedir a expulsão do pároco da freguesia.
“Era uma pessoa humilde quando para cá veio, mas agora o poder e o dinheiro subiram-lhe à cabeça”, protesta Maria Leonor Pereira, um dos muitos queixosos, que lembra os baptizados até às quatro horas da madrugada, a casa de banho da igreja que só o prior pode utilizar e a recusa em deixar velar os mortos no templo quando a casa mortuária é exígua. “Pensa que é Deus, tornou-se autoritário, trabalhando só quando quer e sempre atrasado”, acusa Leonor.
Carlos Matos diz que “são pessoas instrumentalizadas e com pouca formação cristã” e explica que os baptizados nocturnos “são o seguimento de vigílias pascais”, não percebendo a contestação “de mães que levam as filhas aos bailes até de madrugada e isso já não consideram tardio”.
"É UM PADRE ESPECTACULAR" (MARIA ALINE, 55 ANOS, COMERCIANTE)
“O padre Matos é uma pessoa espectacular, que tem zelado pela população da Luz de Tavira. Algumas pessoas mal formadas insultaram-no no funeral e não merecia isso. Como toda a gente, comete erros, mas tem organizado vários eventos a favor da população local.”
"PORTA-SE MAL COM O POVO" (ANA PEREIRA, 40, TRAB. DO COMÉRCIO
“O padre falta aos funerais e outros compromissos, estando a portar-se muito mal com os paroquianos. Pessoalmente tenho razões de queixa. Um dia faltou à missa por alma do meu pai e disse que se tinha perdido numa viagem a Espanha e já não iria chegar a tempo de celebrar a cerimónia.”
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)