Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Portagens na Via do Infante aumentaram

Aumento de 5 cêntimos em vários troços da autoestrada.
José Carlos Eusébio 5 de Janeiro de 2018 às 08:41
Preços das portagens subiu em vários troços da A22 no primeiro dia do ano
A22
Preços das portagens subiu em vários troços da A22 no primeiro dia do ano
A22
Preços das portagens subiu em vários troços da A22 no primeiro dia do ano
A22
A promessa do PS, antes das eleições legislativas de 2015, era de aplicar uma redução até 50% no preço das portagens na Via do Infante (A22). Em 2016, o valor cobrado desceu 15%, mas este ano voltou a subir em vários troços da autoestrada. O aumento é de 5 cêntimos, com exceção do lanço Faro Este-Moncarapacho, que teve uma subida de 10 cêntimos para veículos da classe 3.

"É uma atualização do valor das portagens feita de acordo com a taxa de inflação, mas defendo que as portagens devem descer e não aumentar", referiu ao CM Jorge Botelho, presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL).

Este responsável diz aguardar o resultado da avaliação prometida pelo Governo sobre o impacto da anterior redução do valor das portagens no tráfego na Via do Infante e nas receitas arrecadadas pelo Estado, esperando que possa haver depois uma nova descida no preço.

Valores cobrados
O condutor de um veículo da classe 1 paga 8,85 euros (subida de 15 cêntimos) para percorrer a A22. A viagem de um veículo da classe 2 custa 15,45 euros (mais 20 cêntimos), da classe 3 tem um custo de 19,80 € (mais 15 cêntimos) e da classe 4 de 22,05 € (mais 15 cêntimos).

Custos e receitas
Segundo o boletim sobre parcerias público-privadas, no primeiro semestre de 2017 a concessão da A22 teve encargos brutos de 34 milhões de euros e foram obtidas receitas com as portagens de 14,8 milhões.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)