Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Prisão domiciliária para gerentes de bar de alterne em Quarteira

Foram apreendidos 260 preservativos e material sexual.
Ana Palma 22 de Agosto de 2019 às 08:44
Bar de Alterne
Bar de alterne
Bar de alterne
Bar de Alterne
Bar de alterne
Bar de alterne
Bar de Alterne
Bar de alterne
Bar de alterne
Os três indivíduos, com idades entre os 55 e os 57 anos, que foram detidos pelo Núcleo de Investigação Criminal de Loulé da GNR, por práticas ligadas ao lenocínio, tráfico de droga e evasão fiscal, num estabelecimento de animação noturna de Quarteira, registado como hospedaria e bar, foram mandados em prisão domiciliária pelo tribunal.

O trio foi detido no domingo, no âmbito de uma investigação que decorria há seis meses. Os suspeitos ficaram ainda proibidos de contactos entre si, tendo o tribunal determinado também o encerramento imediato do estabelecimento onde funcionava a atividade, nomeadamente o incentivo à prostituição.

A GNR deu comprimento a três mandados de busca domiciliária, em Quarteira e Vilamoura, tendo apreendido duas armas de fogo, 285 munições de diversos calibres, três aerossóis de gás pimenta, 33 doses de haxixe, 28 doses de cocaína, quatro computadores, cinco telemóveis, um tablet, 4996 euros e 180 libras. Foram ainda apreendidos 260 preservativos e diverso material relacionado com práticas sexuais.

Das 38 pessoas que foram identificadas pela GNR na operação - entre clientes e funcionários - três delas estavam em situação ilegal em território nacional.

A operação contou com a colaboração do Grupo de Intervenção de Ordem Pública da Unidade de Intervenção, do Destacamento de Intervenção de Faro, do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e da Autoridade Tributária.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)