Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Retirados dois corpos e encontrado o carro em pedreira de Borba

Cunhados José Rocha e Carlos Lourenço estavam encarcerados na carrinha submersa.
Sérgio A. Vitorino 1 de Dezembro de 2018 às 01:30
Carrinha onde estavam os dois cunhados ficou totalmente destruída
Carlos Lourenço
José Rocha, residente em Becantel, nunca mais foi visto depois de dizer que ia a Borba com o cunhado na tarde de segunda-feira
João Xavier, de 58 anos, perdeu a vida soterrado. Foi encontrado sem vida no sexto dia de buscas
Gualdino Pita
Carrinha a ser retirada da pedreira de Borba
Carrinha a ser retirada da pedreira de Borba
Pedreira em Borba
Operações de resgate na pedreira de Borba
Pedreira de Borba
Carrinha onde estavam os dois cunhados ficou totalmente destruída
Carlos Lourenço
José Rocha, residente em Becantel, nunca mais foi visto depois de dizer que ia a Borba com o cunhado na tarde de segunda-feira
João Xavier, de 58 anos, perdeu a vida soterrado. Foi encontrado sem vida no sexto dia de buscas
Gualdino Pita
Carrinha a ser retirada da pedreira de Borba
Carrinha a ser retirada da pedreira de Borba
Pedreira em Borba
Operações de resgate na pedreira de Borba
Pedreira de Borba
Carrinha onde estavam os dois cunhados ficou totalmente destruída
Carlos Lourenço
José Rocha, residente em Becantel, nunca mais foi visto depois de dizer que ia a Borba com o cunhado na tarde de segunda-feira
João Xavier, de 58 anos, perdeu a vida soterrado. Foi encontrado sem vida no sexto dia de buscas
Gualdino Pita
Carrinha a ser retirada da pedreira de Borba
Carrinha a ser retirada da pedreira de Borba
Pedreira em Borba
Operações de resgate na pedreira de Borba
Pedreira de Borba
Os corpos dos cunhados José Rocha, de 53 anos, e Carlos Lourenço, 37, foram esta sexta-feira retirados do fundo da pedreira de Borba para onde se deslocavam quando a carrinha foi arrastada, a 19 de novembro, na derrocada de uma estrada municipal.

O CM apurou junto da Proteção Civil que ao final do dia de ontem foi localizado, também submerso, o segundo carro arrastado para a pedreira. Deverá ser hoje retirado e com ele o corpo de Fortunato Ruivo, de 85 anos, ainda desaparecido e que será a quinta vítima mortal. Na semana passada já haviam sido recuperados os corpos de Gualdino Pita, 49, e João Xavier, 58.

A carrinha estava "encaixada entre dois blocos de pedra, com a estrutura metálica muito deformada", disse o coronel Duarte Costa, comandante nacional da Proteção Civil: "Conseguimos hoje [ontem] fazer a retirada da 3ª e 4ª vítimas da zona do sinistro, o que para nós é extremamente importante."

O secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, esteve ontem no local e afirmou que Governo e primeiro-ministro acompanham "a par e passo" as operações. A derrocada da estrada - ladeada por precipícios de pedreiras - e as mortes que provocou são investigadas pelo Ministério Público.

Ontem, a Câmara de Ferreira do Alentejo decidiu encerrar ao trânsito, por segurança, um troço da estrada junto à Pedreira da Figueirinha. Trata-se de uma pedreira desativada.

Mergulhadores com trabalho de risco
Os mergulhadores da GNR e bombeiros, que confirmam manualmente e sem visibilidade os contactos do sonar da Marinha, têm trabalhado em condições de grande risco. Há ainda pequenas derrocadas para o lago da pedreira.

"Foi uma operação complexa, difícil, com algum grau de perigosidade, mas os nossos operacionais estiveram ao mais alto nível e correu tudo bem", disse o coronel Duarte Costa sobre o resgate de ontem.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)