Confessa homicídio em Vila Real mas diz que só queria assustar

Testemunhos da aldeia referiram que as desavenças entre os dois homens eram antigas.
24.09.18
Um arguido de 69 anos confessou esta segunda-feira ter matado a tiro um homem na noite de 31 de dezembro, em Lamas de Olo, Vila Real, mas disse ter sido sem querer e que apenas queria assustar.

Homem atingido com vários tiros morre em Vila Real
O suspeito começou esta segunda-feira a ser julgado por um coletivo de juízes, no Tribunal de Vila Real, e está indiciado pelos crimes de homicídio qualificado e coação agravada, que ocorreram na noite de passagem de ano (2017 para 2018), na aldeia de Lamas de Olo.

O arguido contou que houve uma discussão durante um convívio da aldeia, que foi insultado e ameaçado pela vítima que depois o seguiu até à sua casa.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!