Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Violador apanha pena suspensa

Fábio Costa, de 26 anos, foi ontem condenado pelo Tribunal de Portimão a uma pena suspensa de 4 anos e 5 meses de prisão, por um crime de violação na forma tentada, praticado contra uma jovem inglesa, na Praia da Rocha.
26 de Outubro de 2010 às 00:30
Fábio Costa fotografado à chegada ao tribunal no dia em que foi detido, em 2008
Fábio Costa fotografado à chegada ao tribunal no dia em que foi detido, em 2008 FOTO: Miguel Duarte

O arguido vai ainda ter de pagar dois mil euros à Associação de Apoio à Vítima (APAV) e cinco mil euros à ofendida. A defesa vai recorrer.

Os factos remontam a 30 de Maio de 2008, entre as 04h30 e as 05h00. O arguido tinha na altura 23 anos e a ofendida 19. Esta tinha iniciado férias no dia anterior, com o pai e amigos. Os dois conheceram--se nessa madrugada, nos bares da Praia da Rocha. O arguido alegou que estava alcoolizado, mas o tribunal não acreditou. A ofendida garantiu que não tinha bebido, mas o tribunal deu como provado que estava embriagada. Disse ainda que tinha sido agarrada à força e arrastada para umas escadas de acesso à praia, mas foi vista a caminhar ao lado do arguido.

Uma vez chegados à escada, por detrás do Posto de Turismo, o arguido isolou T.W. num canto com porta, empurrou-a para o chão, deu-lhe socos na cara e, de acordo com o tribunal, rasgou-lhe as cuecas e abriu as suas próprias calças.

O arguido estava já em cima da ofendida quando um segurança da discoteca Katedral os surpreendeu e evitou que a violação fosse consumada. O facto de ser um crime na forma tentada atenuou a pena, e a formação universitária, profissão estável e ausência de antecedentes criminais do arguido suspenderam a execução. A ofendida tinha pedido dez mil euros de indemnização, mas o tribunal não deu como provado que o trauma persista, pelo que reduziu para cinco mil euros.

Violador Julgamento Praia da Rocha
Ver comentários