Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Alunos recebem livros degradados e situação gera indignação

Pais indignados com manuais gratuitos em escolas de Mafra. Problema afeta sobretudo os estudantes do 1.º ciclo do Básico.
Bernardo Esteves 30 de Agosto de 2019 às 08:39
Susana Franco: “Os miúdos já dizem que não precisam de ir à escola porque os livros já estão preenchidos”
Reutilização de manuais escolares
Manuais escolares
Manuais escolares
Susana Franco: “Os miúdos já dizem que não precisam de ir à escola porque os livros já estão preenchidos”
Reutilização de manuais escolares
Manuais escolares
Manuais escolares
Susana Franco: “Os miúdos já dizem que não precisam de ir à escola porque os livros já estão preenchidos”
Reutilização de manuais escolares
Manuais escolares
Manuais escolares
O Agrupamento de Escolas de Mafra está a entregar aos alunos manuais reutilizados sem condições e que estão a deixar os pais indignados.

"Vinham todos escritos a lápis, muito vincado. Mesmo apagando ver-se-iam as marcas e prejudicaria a aprendizagem do meu filho", conta Carina Franco, que recusou os livros e apresentou reclamação, mas acredita que acabará por "ter de comprar os livros".



Já Sandra Ramos saiu esta quinta-feira da escola "satisfeita" com os livros do 5º ano, tal como vários outros pais ouvidos pelo CM. O problema está nos livros do 1º ciclo, com mais espaços para preencher.

"Os miúdos já dizem que não precisam de ir à escola porque os livros já estão preenchidos. Não sei de quem é a culpa, mas não é das crianças de certeza", disse ao CM a encarregada de educação Susana Franco. Iara Correia também não esconde a revolta: "O meu filho recebeu um livro do 4º ano que não dá para apagar, tem anotações de professores e a capa furada.

Se apregoam que os livros são gratuitos deve ser igual para todos." Frisa ainda: "Não vou comprar livros, não vou baixar os braços, vou onde tiver de ir." A direção do Agrupamento recusou prestar esclarecimentos. O Ministério da Educação remete a responsabilidade para as escolas.
Agrupamento de Escolas de Mafra escolas educação questões sociais
Ver comentários