Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Casal retido em Portugal após parto prematuro

Em causa seguro e visto. Um dos gémeos de Kim e Fred morreu.
Teresa Oliveira 1 de Setembro de 2015 às 21:54
Casal retido em Portugal
Um casal de New Jersey, EUA, está há três meses ‘preso’ em Portugal com uma bebé prematura recém-nascida, porque o seu seguro recusa pagar um voo com equipamento médico.

Kim e Fred Spratt, reféns de regulamentos médicos, custos de seguro e cláusulas de visto, disseram à estação televisiva norte-americana ABC que já não têm muito mais dinheiro para permanecerem em Portugal.


O casal teve autorização médica para viajar em maio para Portugal, apesar de Kim estar grávida de seis meses de gémeos. Após uma semana de férias, Kim entrou em trabalho de parto.

O menino morreu, mas sobreviveu a menina, Hayden, e pesava 680 gramas. A bebé está bem, mas para viajar para os EUA precisa de transporte próprio.

Veja o vídeo
Kim Spratt Fred Spratt casal retido Portugal EUA bebés parto permaturo questões médicas avião transporte
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)