Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Cegonhas confundem plásticos com minhocas em Olhão

Aves comeram vários tipos de plásticos enquanto estavam à procura de alimentos naturais.
Tiago Griff 10 de Julho de 2018 às 11:33
Cegonhas confundem plásticos com minhocas em Olhão
Cegonhas confundem plásticos com minhocas em Olhão
Cegonha
Cegonha
Cegonhas confundem plásticos com minhocas em Olhão
Cegonhas confundem plásticos com minhocas em Olhão
Cegonha
Cegonha
Cegonhas confundem plásticos com minhocas em Olhão
Cegonhas confundem plásticos com minhocas em Olhão
Cegonha
Cegonha
Perto de metade das cegonhas que dão entrada no RIAS - Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens, em Olhão, foram encontradas com vários tipos de plásticos no estômago.

As aves tendem a confundir estes objetos com alimentos.

O caso mais recente aconteceu no final do mês de junho. Uma cegonha deu entrada no RIAS vinda de Faro. Aparentava estar normal mas, durante a noite, começou a vomitar plásticos.

"Porque os plásticos, como não são digeridos, ficam acumulados no estômago e a cegonha acaba por morrer porque não consegue alimentar-se, induzimos o vómito e saíram mais plásticos. Agora já está a recuperar bem e será libertada em breve", disse ao CM Fábia Azevedo, coordenadora do RIAS.

Segundo uma colaboração entre o RIAS e a Universidade do Algarve, através de uma tese de mestrado de uma aluna, foi concluído que 40 por cento das cegonhas analisadas no centro têm plásticos no estômago.

"São encontrados microplásticos de uso corrente: esferovite, elásticos ou até simples balões que acabam no mar ou na praia e são perigosíssimos", realçou ainda a bióloga. As cegonhas ingerem este material ao confundirem-no com a sua alimentação natural, dependendo da forma dos plásticos.

"Neste último caso, a cegonha tinha ingerido elásticos castanhos parecidos com minhocas. Noutras cegonhas já apanhámos plásticos que parecem peixes ou bivalves, mas que são tampas de garrafa. As cegonhas são muito oportunistas e alimentam-se de tudo o que encontram", explicou Fábia.

As cegonhas também usam plásticos para construírem os ninhos que, inevitavelmente, acabam por enrolar-se nas crias que ficam com as patas amputadas: a morte é quase certa.
RIAS Universidade do Algarve Investigação de Animais Selvagens Olhão Faro ambiente natureza saúde plásticos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)