Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Ministério permite contratar docentes

Boas notas permitem às escolas contratar mais professores.
Edgar Nascimento 24 de Agosto de 2015 às 03:45
A coadjuvação na sala de aula é uma das opções para as escolas
A coadjuvação na sala de aula é uma das opções para as escolas FOTO: João Miguel Rodrigues
As escolas que conseguiram reduzir o abandono escolar e que tiveram mais eficácia educativa (melhores resultados e sucesso escolar) vão ter créditos para poder contratar mais professores e outros profissionais, para disciplinas com menor sucesso ou apoiar alunos com dificuldades.

No total, o Ministério da Educação e Ciência (MEC) premiou 274 escolas: vão receber 3160 horas através dos indicadores de eficácia educativa, 2640 via redução dos alunos em abandono ou risco de abandono e 18 043 horas para a gestão. Segundo o MEC, 43 escolas recebem mais de 88 horas, e destas, 26 vão ter mais de 110 horas, numa média de 152 horas/semana.

A maioria das escolas beneficiadas com créditos localizam-se no Litoral do País. "Este benefício devia funcionar ao contrário, pois está-se a ajudar quem já está bem", alerta Adalmiro Fonseca, presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (Andaep). Para o responsável, o MEC "não olha para o País, pois as escolas têm condições muito diferentes. O abandono escolar em muitos agrupamentos deve-se à falta de condições de trabalho nas escolas".

Segundo Adalmiro Fonseca, muitas escolas vão aproveitar os créditos horários para contratar psicólogos e técnicos sociais. "Têm muita influência no combate ao abandono escolar. Há crianças que saem da escola e que vão trabalhar em vez de irem para casa estudar ou brincar. Estes alunos precisam de ser acompanhados pelos professores, para que saiam da escola com tudo feito. É até mais importante do que ter as atividades de enriquecimento curricular", frisa o dirigente escolar.
Ver comentários