Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Cuidados Intensivos à beira da rutura devido à Covid-19

Com 378 internados nas últimas 24 horas voltou a ser batido o recorde de doentes que estão em estado grave.
João Saramago 9 de Novembro de 2020 às 08:26
Serviços de Saúde sob pressão
Serviços de Saúde sob pressão FOTO: Bruno Colaço
As Unidade de Cuidados Intensivos registaram 378 doentes internados, mais 12 no espaço de 24 horas, de acordo com os últimos dados da Direção-Geral da Saúde. É o número mais alto de doentes internados que correm risco de vida, o que coloca no limite várias unidades de cuidados intensivos, como é o caso do Hospital de Penafiel, que serve uma das zonas mais atingidas pela segunda vaga da pandemia.

Este domingo, segundo o boletim epidemiológico da DGS, houve mais 48 mortes relacionadas com a Covid-19 e 2522 internamentos – mais 102 no espaço de um dia.

A região Norte é a mais atingida no que se refere aos óbitos: mais 27 mortes em 24 horas. A região de Lisboa e Vale do Tejo registou 14 óbitos, em igual período. No balanço semanal, constata-se que foi a semana com mais novos casos (34 983) e mortes (352).

Os casos distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo do maior número de infeções.

A maior parte dos surtos de Covid-19 ocorrem em contexto familiar, seguindo-se o convívio laboral (ver infografia). No que se refere aos lares até quinta-feira, morreram 1047 pessoas por Covid-19 (412 em Lisboa e Vale do Tejo, 393 no Norte, 197 no Centro, 34 no Alentejo e 11 no Algarve), o que representa 37,5% do total de mortes desde o início da pandemia.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários