Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Marcelo Rebelo de Sousa alerta para "seis mil pessoas sem tecto"

Presidente da República considera que já não se "faz de conta" que não existe, pelo que a mudança "não pode parar".
João Saramago 15 de Dezembro de 2019 às 20:51
 Marcelo Rebelo de Sousa diz que portugueses estão mais despertos para problema dos sem-abrigo 9
 Marcelo Rebelo de Sousa diz que portugueses estão mais despertos para problema dos sem-abrigo 9
 Marcelo Rebelo de Sousa diz que portugueses estão mais despertos para problema dos sem-abrigo 9
 Marcelo Rebelo de Sousa diz que portugueses estão mais despertos para problema dos sem-abrigo 9
 Marcelo Rebelo de Sousa diz que portugueses estão mais despertos para problema dos sem-abrigo 9
 Marcelo Rebelo de Sousa diz que portugueses estão mais despertos para problema dos sem-abrigo 9
 Marcelo Rebelo de Sousa diz que portugueses estão mais despertos para problema dos sem-abrigo 9
 Marcelo Rebelo de Sousa diz que portugueses estão mais despertos para problema dos sem-abrigo 9
 Marcelo Rebelo de Sousa diz que portugueses estão mais despertos para problema dos sem-abrigo 9
"A mudança não pode parar" referiu, ontem, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, sobre a atitude da sociedade perante o apoio à população mais carenciada.

"O País já não faz de conta que não há quatro mil, cinco mil, seis mil pessoas sem teto, percebe que é preciso ajudar a resolver esse problema, é preciso fazê-lo com o Estado, com os municípios, com responsáveis políticos, nacionais e autárquicos, e com a sociedade civil", disse Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República participou no almoço de Natal realizado pelo Centro de Apoio ao Sem-Abrigo (CASA), em Lisboa.

A instituição "presta apoio diariamente a cerca de 7500 pessoas carenciadas, das quais 1200 sem-abrigo", referiu o diretor, Nuno Jardim.

Maria Luísa Gaiambo é uma das pessoas que recorre ao apoio. "Sou doente. Fui operada duas vezes e não consigo melhorar. Tenho também de cuidar das netas, tenho muitas dificuldades", referiu.

O almoço decorreu no refeitório do Metro. Foram servidas perto de 600 refeições, cujo prato principal foi bacalhau com broa. Não faltou arroz-doce, bolo-rei e pastel de nata.

Pormenores
Marcelo ouviu um a um
O almoço de Natal representou para alguns sem-abrigo rever o Chefe de Estado. "Cumprimento sempre todos", disse o Presidente da República.

400 casas em Lisboa
A Câmara Municipal de Lisboa prevê disponibilizar 400 casas para pessoas em situação de sem-abrigo até 2023. Para o Presidente é uma "expectativa muito elevada".

Reconhecido apoio de centenas de voluntários
O Presidente da República entendeu o almoço de Natal como uma "oportunidade para agradecer às centenas e centenas de voluntários", que de norte a sul participam em diferentes organizações no trabalho realizado junto dos mais carenciados.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)