Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Vacina da meningite sob suspeita

Infarmed registou 70 suspeitas de reações à Bexsero.
Sónia Trigueirão 21 de Setembro de 2015 às 07:00
Vacina da meningite sob suspeita
A morte de um criança associada à vacina antimeningocócica tipo B, a Bexsero, e o registo no Infarmed de 70 suspeitas de reações adversas, 26 em 2014 e 44 em 2015, não justificam, pelo menos para já, a retirada do medicamento do mercado.

Em resposta ao CM, fonte da Infarmed referiu que "a Bexsero se encontra autorizada em toda a Europa desde 14 de janeiro de 2013 e em monitorização adicional por ser nova". Em relação à morte da criança, noticiada este domingo pelo JN, a mesma autoridade do medicamento referiu ao CM que "doente tinha já patologia de base que poderá ter influenciado o desfecho".

A mesma fonte da Infarmed referiu ainda que nenhum medicamento está isento de riscos, incluindo o risco de morte, e que na maioria dos casos a morte não é uma reação adversa ao medicamento mas sim o desfecho possível em indivíduos que tomam remédios, sendo automaticamente tidos em consideração quando se investigam as causas de morte em Farmacovigilância.

Ao todo foram vendidas em Portugal 222 060 embalagens de vacinas contra a meningite, sendo a grande maioria da Bexsero.

A vacina Bexsero é a única existente no mercado contra a meningite B. A vacina com um preço de 95 euros deve ser administrada aos dois meses, depois aos quatro e no primeiro ano de idade.
Infarmed Europa Bexsero meningite B morte Farmacovigilância
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)