Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Motoristas de Matérias Perigosas anunciam greve às horas extraordinárias de 07 a 22 de setembro

Anúncio foi feito esta quarta-feira pelo líder do SNMMP, em Aveiras de Cima.
Correio da Manhã 21 de Agosto de 2019 às 09:41
Francisco São Bento, presidente do SNMMP
Pedro Pardal Henriques
Francisco São Bento, presidente do SNMMP
Pedro Pardal Henriques
Francisco São Bento, presidente do SNMMP
Pedro Pardal Henriques
Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas apresentou e entregou esta quarta-feira um pré-aviso de greve para a primeira semana de setembro.

Francisco São Bento anunciou que a próxima "greve cirúrgica" vai decorrer de 07 a 22 de setembro. Esta incidirá sobre as horas extraordinárias e trabalho aos fins de semana e dias feriados. O período de oito horas de trabalho em dias úteis vai estar assegurado, sublinhou o presidente do sindicato.

A medida foi hoje anunciada por Francisco São Bento em resposta "à intransigência da ANTRAM [Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias] em não aceitar" os "princípios básicos e legais" que os motoristas consideram essenciais "como ponto de partida para a mediação negocial".

O presidente SNMMP garantiu que "os trabalhadores não trabalharão de graça, nem existirão pagamentos por baixo da mesa, não tributados".

Entre os considerandos para a convocação da greve "cirúrgica", abrangendo as horas extraordinárias, fins de semana e feriados, Francisco São Bento sublinhou a exigência do pagamento "das horas extraordinárias acima das nove horas e meia de trabalho diário" e de que as mesmas "sejam pagas de acordo com o que se encontra tipificado na lei".

Os motoristas de matérias pesadas exigem ainda "um aumento do subsídio não inferior a 50 euros", para pôr fim à greve ao trabalho suplementar.

Questionado pelos jornalistas, o presidente do SNMMP refutou estar a "demarcar-se" das estruturas que aceitaram o acordo com a Antram, a Fectrans - Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações e o Sindicato Independente de Motoristas de Mercadorias (SIMM), sustentando estar apenas a pugnar para que "se cumpra a lei".

Francisco São Bento disse ainda ter ficado mandatado pelos associados, no plenário realizado no domingo, para encetar "outras formas de luta" que só serão divulgadas posteriormente.

Para já, o SNMMP vai "aguardar" que a greve dê "os seus frutos", considerando que na última paralisação, entre os dias 12 e 18, ficou provado que "as empresas funcionam com base no trabalho extraordinário destes trabalhadores", alguns dos quais somam já "mais de 500 horas" extraordinárias.

Questionado sobre qual será o impacto desta nova greve, Francisco São Bento explicou que "será exatamente o mesmo que se verificou nesta greve tendo em conta os serviços que nos foram impostos".

Pedro Pardal Henriques tinha dito esta manhã ao Correio da Manhã que o líder do SNMMP, Francisco São Bento, ia dar uma conferência de imprensa, às 13h00, na sede do sindicato, em Aveiras de Cima.

Nessa conferência foram apresentadas novas formas de protesto e também o pré-aviso de greve ao trabalho suplementar, feriados e fins de semana para a primeira semana de setembro, confirmou o porta-voz do SNMMP. A duração desta nova greve será de cerca de duas semanas.

Recorde que o SNMMP esteve a reunir com os patrões - ANTRAM - esta terça-feira após uma greve dos motoristas que durou sete dias. Foram longas horas de discussão que, no final da noite de quarta-feira, terminaram em posições ainda mais extremadas entre motoristas e patrões. 

Falhou a tentativa do Governo para que o Sindicato de Motoristas de Matérias Perigosas e a ANTRAM, que representa as transportadoras, avançassem para a mediação.

Depois de cinco horas de reunião, o sindicato anunciou que não avançaria para a mediação sem que a ANTRAM se comprometesse a atualizar o subsídio em 50 euros de 125 para 175 euros e a pagar as horas extraordinárias. "Vamos dar seguimento ao que foi determinado no plenário de domingo", ou seja, greve às horas extraordinárias e ao trabalho aos fins de semana e feriados, anunciou ainda na quarta-feira Pardal Henriques.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)