Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
1

Facebook apagou 583 milhões de contas falsas

É a primeira vez que o Facebook divulga um relatório sobre "moderação de conteúdo".
16 de Maio de 2018 às 15:56
Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg, o fundador e líder do Facebook
Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg, o fundador e líder do Facebook
Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg, o fundador e líder do Facebook
O Facebook anunciou esta quarta-feira que apagou no primeiro trimestre do ano 583 milhões de contas falsas, enquanto afirma ter "tomado ação" contra 21 milhões de mensagens que continham nudez ou eram de cariz sexual.

É a primeira vez que o Facebook divulga um relatório sobre "moderação de conteúdo", em que foram visadas também 2,5 milhões de mensagens com "discurso de ódio", um aumento de 56 por cento em relação ao último trimestre de 2017.

Foram apagadas ainda 3,4 milhões de mensagens com "violência gráfica" e 1,9 milhões de mensagens consideradas como "propaganda terrorista".

Mas a maior fatia de mensagens apagadas tem a ver com publicidade indesejada ('spam'), responsável por 837 milhões de mensagens.

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, tinha declarado perante o Congresso norte-americano que pretende num prazo de dez anos que a rede social conte com inteligência artificial para apanhar mensagens de ódio.

No entanto, para já, as mensagens classificadas como discurso de ódio foram denunciadas por utilizadores do Facebook.

Zuckerberg afirmou que até ao fim do ano seriam contratados mais 5.000 moderadores para juntar aos cerca de 15 mil que já trabalham na deteção e remoção de "conteúdo ofensivo".
Facebook fundador do Facebook Mark Zuckerberg Congresso ciência e tecnologia tecnologias de informação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)