Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

CLIMA DE TENSÃO EM STAND BY

Depois da reunião de editores de ontem, José Manuel Fernandes está confiante que a tensão que se tem vivido nos últimos dias no ‘Público’ venha a ter um desfecho em breve. “Está tudo a correr normalmente e creio que a situação será ultrapassada”, disse ao CM o director do jornal.
1 de Junho de 2004 às 00:00
Na reunião, que José Manuel Fernandes rotulou de “pacífica”, o tema quente voltou a ser debatido e, segundo o CM apurou, os editores concordaram com a pertinência da decisão de inviabilizar a notícia do jornalista João Ramos de Almeida [sobre o pagamento, ou não, de uma coima fiscal atribuída a Manuela Ferreira Leite, ministra das Finanças].
“O texto, como estava, não podia, nem pode, ser publicado”, reitera José Manuel Fernandes. João Ramos de Almeida prossegue então a investigação para que a notícia possa ser publicada, desde que a nova versão inclua citação de fontes, “o que não acontecia, além de uma série de questões que não estavam correctas”, segundo o director.
Ontem, a direcção emitiu um comunicado interno que lamentava que o Conselho de Redacção (CR) se tivesse pronunciado sem contactar previamente a direcção e apelava à vontade de ultrapassar a questão, lembrando que a ausência de fontes identificadas vulnerabiliza a credibilidade do jornal.
Por seu lado, a editora Ana Sá Lopes [que colocou o cargo à disposição no dia em que estalou esta polémica] redigiu um comunicado em que explica a sua posição e lança o repto ao CR. Referindo que em 16 anos de jornalismo nunca se vira confrontada com uma situação semelhante, questiona qual o melhor procedimento para gerir o facto de os jornalistas terem acesso a informação que é prestada ao director a título confidencial – como aconteceu no caso desta notícia em particular.
Questionada sobre o assunto, a editora recusou-se a fazer comentários. A questão, deixada em aberto no comunicado, deverá ser debatida na reunião do CR agendada para hoje.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)