Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

Conheça quem manda no grupo do jornal Observador

O jornal Observador nasceu na internet após um investimento de vários empresários nacionais. Luís Amaral detém mais de 45,6% do capital da empresa.
Hugo Real 27 de Outubro de 2018 às 09:51
O empresário Luís Amaral
O empresário Luís Amaral
O empresário Luís Amaral
O empresário Luís Amaral
O empresário Luís Amaral
O empresário Luís Amaral

Lançado a 19 de maio de 2014, o Observador nasceu como um jornal generalista digital, uma linha que mantém até hoje apesar de já ter colocado à venda nas bancas cinco edições especiais em papel (três por altura do seu aniversário e duas pelo Natal).

A publicação online é detida pela empresa Observador On Time, que tem no empresário português Luís Amaral o seu grande acionista. Através da Amaral e Hijas Holdings, o dono do grupo polaco Eurocash (uma das maiores empresas a atuar no país de leste – ver caixa) controla mais de 45,6% da dona do Observador que, de resto, conta com vários empresários portugueses no seu capital. É o caso de António Carrapatoso, ex-presidente da Vodafone Portugal, que através da Orientempo tem uma participação de 9,96%, e de António Alvim Champalimaud que controla 6,1% da Observador On Time (adquiridos pela Holdaco). A Ardma SGPS (de Pedro de Almeida, com 6,05%) e a Atrium Investimentos (de João Fonseca, com 5,44%) têm posições acima dos 5%. Entre os acionistas de referência da empresa destaque ainda para a Merino Investimentos (de Alexandre Relvas), a Lusofinança (de Filipe de Botton), António Viana Baptista, a Ribacapital (de João Talone) e Pedro Martinho.

Refira-se ainda que durante este ano, os acionistas da Observador On Time já subscreveram três aumentos de capital (todos no mês de julho), num valor que superou um milhão de euros, o que elevou o capital social da empresa para mais de 2,566 milhões de euros.

Já este ano, a Observador On Time lançou, através da Creative Ninjas (onde tem uma posição de 70% e os restantes 30% são detidos pela empresa Bandido Maneta, de Ricardo Martins Pereira), uma nova publicação digital, a Magg, dedicada à área de lifestyle.

Fortuna após negócio com dona do Pingo Doce
Em 2003, compra à Jerónimo Martins a Eurocash (empresa de distribuição que atua em mercados como o de bens alimentares). Tem uma fortuna de centenas de milhões.

Rádio poderá ser o próximo projeto
Uma rádio online e com frequências para emitir nas zonas urbanas de Lisboa e do Porto poderá ser o novo projeto da Observador On Time. 


Evolução do ‘Oje’ com equipa do ‘DE’
Em setembro de 2016 nascia o ‘O Jornal Económico’, uma evolução do antigo ‘Oje’ que reuniu parte da equipa do extinto ‘Diário Económico’ (‘DE’). Luís Trindade, com mais de 91,4% do capital, é o acionista de referência da Mediafin, a empresa que controla o jornal.

Jacques Rodrigues, o empresário que detém revistas em nome próprio
‘Maria’, ‘Nova Gente’ e ‘TV 7 Dias’. Estas três revistas, das mais vendidas em Portugal, são apenas três dos 12 títulos que o empresário Jacques da Conceição Rodrigues, líder do universo Impala, detém como pessoa singular. Além destas publicações, a Editora Sol, que controla através da Impalagest, edita a ‘Crescer’ e a ‘Viver Melhor em Boa Forma’. De acordo com o ‘Relatório de Regulação da ERC’, o universo do grupo Impala obteve receitas de 140 milhões de euros em 2016 (os dados mais recentes), que permitiram fechar esse exercício com um lucro de sete milhões de euros, uma subida face aos ganhos de seis milhões no ano anterior.





Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)