Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
9

Seis correspondentes da RTP custam 1 milhão de euros

Presença em Bruxelas é a mais dispendiosa para a televisão e rádio públicas: mais de 300 mil euros por ano.
Duarte Faria 1 de Novembro de 2018 às 01:30
RTP
RTP
RTP
RTP
RTP
RTP
RTP
RTP
RTP
Os seis correspondentes permanentes da RTP no estrangeiro custam anualmente à empresa pública cerca de um milhão de euros.

Deste valor, 582 mil euros dizem respeito a gastos com pessoal e o restante a outro tipo de custos, como o arrendamento de alojamentos e deslocações.

De acordo com o Relatório de Cumprimento das Obrigações de Serviço Público e do Projeto Estratégico, a que o CM teve acesso, a presença em Bruxelas é a que implica um maior investimento: 332 mil euros no ano passado.

O grupo RTP conta com dois correspondentes na capital belga: Duarte Valente (televisão) e Andreia Neves (rádio).

Já a presença de um correspondente em Washington custa à RTP 249 mil euros. João Ricardo de Vasconcelos é atualmente o repórter do canal público na capital dos Estados Unidos. Substituiu Márcia Rodrigues em julho último.

Em Paris a RTP conta com a jornalista Rosário Salgueiro. O custo da presença na capital francesa totalizou, no ano passado, 236 mil euros.

A RTP estende ainda a sua presença internacional a Madrid, Espanha (Daniela Santiago), – com um custo de 204 mil euros anuais - e a Moscovo, Rússia (Evgueni Mouravitch) - 40 mil euros.

Além destes correspondentes, e segundo o relatório e contas do ano passado, a RTP conta ainda com delegações permanentes no Rio de Janeiro (Brasil), Angola, Cabo Verde, Guiné, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.
Ver comentários