Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

“Serei um pouco mais feliz do que já era”, diz Pablo Alborán ao assumir-se gay

Cantor assumiu publicamente a sua homossexualidade nas redes sociais.
Sónia Dias 18 de Junho de 2020 às 08:22
Vidas
Pablo Alborán surpreendeu os fãs ao assumir a sua homossexualidade aos 31 anos
Pablo Alborán surpreendeu os fãs ao assumir a sua homossexualidade aos 31 anos FOTO: Direitos Reservados
Tenho algo para vos dizer”. Foi desta forma que Pablo Alborán chamou a atenção dos fãs para o vídeo que ontem partilhou no Instagram e que em três horas teve perto de dois milhões de visualizações online. “Estou aqui para vos dizer que sou homossexual e está tudo bem”, revelou o cantor espanhol, de 31 anos, num emotivo discurso ao longo de três minutos. “A vida continua, tudo permanece igual, mas acredito que serei um pouco mais feliz do que já era”, continua.

O cantor de ‘Perdóname’, tema que interpreta em dueto com a portuguesa Carminho, acrescenta que “muitos já sabiam ou imaginavam” e que nunca se sentiu “discriminado” pela família, amigos ou pela editora. Mas como nem todos têm esta sorte, decidiu assumir a orientação sexual e tornar-se um exemplo.

“Espero que consiga tornar o caminho de alguém mais fácil. Mas, acima de tudo, faço-o por mim. Música é liberdade e quero sentir-me livre como as minhas canções”, afirma, merecendo inúmeras mensagens de apoio de fãs e colegas de profissão bem conhecidos do público, como os cantores espanhóis Alejandro Sanz ou Vanesa Martín.

Nascido em Málaga e nomeado para dez Grammy, Pablo Alborán celebrizou-se em 2010 quando o tema ‘Solamente Tú’ se tornou num êxito no Youtube. Meses depois gravava o primeiro álbum. Em 2018, numa entrevista, disse que achava “maravilhoso” ser um ícone gay e que gostava que o casamento entre pessoas do mesmo sexo fosse possível em mais países.
Pablo Alborán Instagram artes cultura e entretenimento música
Ver comentários