Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Sporting considera "incompreensível" decisão da juíza no caso E-Toupeira e admite recorrer

Leões sublinham o "direito de recorrer do teor da mesma", tudo isto "com o objetivo de repor a verdade desportiva".
21 de Dezembro de 2018 às 20:34
Estádio de Alvalade
Estádio de Alvalade
Estádio de Alvalade
O Sporting já reagiu à decisão da juíza Ana Peres de não levar o Benfica a julgamento no âmbito do processo E-Toupeira.

Segundo fonte oficial, os leões rotulam a deliberação como "incompreensível" e sublinham o "direito de recorrer do teor da mesma", tudo isto "com o objetivo de repor a verdade desportiva".

Recorde-se que o Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), em Lisboa, decidiu não levar a julgamento a SAD do Benfica, por nenhum dos 30 crimes pelos quais estava acusada, mas o antigo assessor jurídico Paulo Gonçalves será julgado por corrupção.

Leia a reação do Sporting na íntegra:

"A Sporting SAD tomou conhecimento da Decisão Instrutória hoje proferida no processo denominado como e-toupeira.

A decisão anunciada, na medida em que partirá do princípio que os arguidos agora pronunciados atuavam por sua conta e risco, é, pelo menos aparentemente, incompreensível.

A Sporting SAD analisará os fundamentos da decisão, reservando o direito de recorrer do teor da mesma, sempre com o objetivo de repor a verdade desportiva".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)