A festa fez mal aos campeões (COM VÍDEO)

A um campeão nem tudo corre bem, e isso ficou à vista no jogo de ontem. No entanto, para contrariar, ficou a forma como os dragões chegaram à vantagem, numa jogada que parecia condenada a não dar golo, mas deu. Foi assim que o FC Porto marcou, num lance bizarro, com a bola a bater em Farías antes de entrar na baliza de Eduardo. Um golo que também premiou a insistência de Lisandro López. Isto aconteceu à passagem dos 40 minutos. E antes, o que fez o FC Porto? Viveu de rendimentos anteriores, jogou demasiado descomprimido e longe da habitual equipa compacta. Por isso, Lisandro teve de trabalhar por dois, Meireles por outros tantos, pois jogadores como Farías e Fernando andavam longe dos melhores dias. A chama do Dragão provocou um efeito de curto-circuito nos jogadores da própria equipa. A festa fez mal ao campeão.

25.05.09
  • partilhe
  • 0
  • +
A festa fez mal aos campeões (COM VÍDEO)
Uruguaio Rodríguez parece ganhar despique com Frechaut, capitão do Sp. Braga Foto Hugo Delgado, Lusa

A segunda parte encarregou-se de provar que até mesmo um dragão se arrisca a ficar queimado quando brinca com o fogo. O Sp. Braga esteve mais sereno e intencional e chegou ao empate, num golo de Edimar, que beneficiou das facilidades concedidas pela defesa do FC Porto, nomeadamente de Sapunaru, que entrou num carrinho totalmente descontrolado.

O FC Porto tentou minorar os efeitos da queimadura de 1º grau do golo de Edimar e Jesualdo chamou Hulk para animar a equipa. Conseguiu a espaços. O brasileiro proporcionou sobretudo uma grande defesa a Eduardo. Os tetracampeões apertaram mais na segunda parte para darem a prenda a Jesualdo Ferreira, que fez ontem 63 anos. Mas a entrada de Mário Felgueiras impediu-o de uma festa em pleno.

ANÁLISE

POSITIVO: ALAN

Muito bem o médio a galgar terreno pela direita e a assistir Edimar para o empate. Excelente regresso ao Dragão.

NEGATIVO: SAPUNARU

Deu muito espaço aos médios do Sp. Braga, foi levado como um anjinho no golo de Edimar e nunca conseguiu criar rupturas no ataque pela direita.

ARBITRAGEM: BEM, MAS...

Actuação de bom nível técnico, mas alguma dificuldade em termos disciplinares devido a entradas a destempo dos jogadores. Mas não teve influência no resultado, e esse é o melhor elogio a fazer-lhe.

JESUALDO NÃO DESFAZ TABU

'Sinto-me feliz pelo trabalho realizado nestes três anos, mas a questão da continuidade será resolvida no momento próprio', disse Jesualdo Ferreira mantendo o tabu sobre a sua continuidade no comando técnico do FC Porto. Sobre o jogo com o Sp. Braga, o técnico dos dragões admitiu que o importante era festejar com os adeptos: 'Aceito o resultado. Seria sempre difícil fazer um grande jogo neste ambiente de festa.'

'AINDA TENHO CONTRATO' 

Jorge Jesus não quis falar sobre a provável saída para o Benfica na próxima época. 'Tal como muitos jogadores do Sp. Braga sou um treinador com procura, mas ainda tenho mais um ano de contrato', frisou. Quanto ao empate no Dragão, o técnico bracarense mostrou-se orgulhoso da sua equipa: 'Tínhamos poucas soluções e fui obrigado a apostar em juniores. Mas fizemos um excelente jogo frente ao campeão e até conseguimos recuperar de um resultado injusto ao intervalo.'

FESTA RIJA: EUFORIA AZUL NA BAIXA

A avenida dos Aliados, no Porto, vestiu-se de azul e branco, ontem à noite, para a festa dos tetracampeões. Nem o empate com o Braga demoveu os milhares de adeptos do Futebol Clube do Porto que festejaram com imensa alegria a conquista de mais um campeonato para a equipa tripeira.

Terminado o jogo, a maioria dos adeptos que esteve no Estádio do Dragão rumou aos Aliados e aguardou, ansiosamente, a chegada do autocarro descapotável com os jogadores, que cerca das 22h00 partia em direcção à Baixa portuense, palco habitual dos festejos azuis-e-brancos. 'Campeões! Somos os tetracampeões!', eram as palavras mais gritadas pelos adeptos.

FICHA DO JOGO

 

Liga – 30.ª Jornada – 24/05/09

 

Estádio do Dragão – Assistência: 50.019

 

Golos: 1-0, Farias (42’); 1-1, Edimar (56’)

 

FC PORTO: Hélton, Sapunaru, Rolando, Bruno Alves, Cissokho, Fernando, Raul Meireles, Mariano (Tomás Costa, 70’), Rodriguez (Tarik S., 82’), Lisandro  e Farias (Hulk, 58’). Treinador: Jesualdo Ferreira.

 

SP. BRAGA: Eduardo (M. Felgueiras, 80’), Filipe Oliveira,  Rodriguez, André Leone, Evaldo, Frechaut, Edimar (Luís Aguiar, 64’), César  Peixoto, Alan, Renteria e Matheus (Zé Manel, 88’). Treinador: Jorge Jesus.

 

Árbitro: Pedro Proença (Lisboa)

 

Disciplina: Cartões amarelos - Bruno Alves (15’), Edimar (20’),  Evaldo (36’), Renteria (71’) e Hulk (84’)

 

Classificação do jogo: 5

 

 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!