Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Cardozo: “Benfica deve manter Jesus mais 6 anos”

Taquara confessou ao CM que tem saudades do Benfica.
Nuno Miguel Simas 9 de Maio de 2015 às 16:24
O avançado paraguaio saiu do Benfica para o Trabzonspor da Turquia
O avançado paraguaio saiu do Benfica para o Trabzonspor da Turquia FOTO: Pedro Ferreira

Óscar Cardozo, avançado do Trabzonspor que representou o clube da Luz por sete temporadas, destaca a qualidade de Jonas, a importância da liderança de balneário de Luisão e o contributo de Luís Filipe Vieira.  

Correio Sport – O Benfica está perto de se sagrar bicampeão nacional. À distância, uma vez que está no Trabzonspor, da Turquia, como tem visto a época das águias?
Cardozo Com muita satisfação e com o desejo muito forte de que o Benfica conquiste o bicampeonato. O clube, os adeptos, toda a estrutura, desde os jogadores aos técnicos e dirigentes, merecem essa conquista pela qualidade e pelo profissionalismo com que se trabalha no clube. 


– Saíram sete jogadores da época passada muito importantes no plantel – Oblak, Garay, Siqueira, André Gomes, Markovic, Rodrigo, o próprio Cardozo e, em janeiro, Enzo Pérez. É uma surpresa o Benfica ter reconstruído tão rápido a equipa?

– Quando saí, cheguei a dizer que tinha a certeza de que ia continuar a haver fortes possibilidades de o Benfica ser outra vez campeão. Ficaram muitos jogadores de qualidade e já se sabia que o Benfica ia reforçar-se com atletas à altura das responsabilidades e da grandeza do clube. Havia uma base boa, um excelente treinador, trabalho que vinha de trás, e não se ia começar do zero. Isso é importante num clube como o Benfica, que tem uma estrutura bem montada e um passado vencedor ou pelo menos a discutir as provas até ao final. Felizmente, o Benfica está muito perto de alcançar mais um título de campeão.

– Jorge Jesus vai terminar contrato no final da época. Luís Filipe Vieira deve renovar contrato com  o treinador?
Claro. O Benfica deve manter Jorge Jesus. Ele é importante. Está há muito tempo no clube, tem dado muitas provas de que é um excelente treinador. O Benfica deve assegurar Jesus e fazer-lhe um contrato maior, de cinco ou seis anos. Jesus está a fazer muito no Benfica, criou um estilo de jogo, uma ideia na qual acredita e, sobretudo, tem conseguido resultados. Julgo que os responsáveis e os adeptos devem sentir-se satisfeitos com o trabalho dele

.

– Jonas foi contratado nesta época e já tem 17 golos pelo Benfica na Liga. Que opinião tem deste brasileiro?
– Muito boa. Jonas é experiente, tinha jogado já num grande clube [o Valência], conhece bem o futebol europeu e adaptou-se muito bem às ideias de Jesus e ao modelo de jogo do Benfica. É um jogador de muita qualidade, que forma uma dupla muito boa com o Lima. Os dois entendem-se bastante bem e têm feito golos. Fico feliz por ele e pelo Benfica.


– Com três pontos a mais do que o FC Porto a três jornadas para o final, o Benfica já pode dar o título por garantido?

– Não, e as pessoas do Benfica não pensam assim. Até estar garantido, há que trabalhar e somar pontos, porque no futebol nada é dado. O Benfica tem uma boa vantagem, mas tenho a certeza de que não vai descansar. Mas com o apoio dos adeptos vai alcançar o bicampeonato. Desejo muito que isso aconteça pela forte ligação que tenho ao clube.

– Gostava de voltar a jogar no Benfica?

– Quem sabe, tenho saudades. Nunca se sabe o que reserva o futuro, mas gostaria de regressar, porque a minha história na Europa está ligada ao Benfica, clube em que tenho muitos amigos e onde conquistei muito na carreira.

– Que peso tem Luís Filipe Vieira nesta forte possibilidade d e o Benfica se poder sagrar campeão nacional?

Muitíssimo. Todos sabem que o presidente é quem manda. Sabe liderar, é um grande exemplo, passa confiança e com ele ninguém desanima. Dá tudo pelo Benfica, tem tomado as melhores decisões, faz tudo pelo interesse do clube. Vieira é uma pessoa que tem dado muito ao Benfica.

– Onde reside a principal força deste Benfica ao nível do plantel?

– A força do Benfica está na grande união de todos e no sentimento de que o mais importante é a equipa. É claro que o Benfica tem individualidades desequilibradoras e que podem decidir jogos a qualquer momento, como Salvio, Gaitán, Jonas e Lima, mas o Benfica vale pelo seu todo e é essa a fórmula para se poder ser campeão. A facilidade de adaptação dos jogadores ao esquema de jogo de Jesus também permite ao Benfica ter boas rotinas e jogar de uma maneira intensa e ofensiva.

– O Benfica será um campeão justo tendo em conta o panorama do campeonato nacional desta época?

– Sim, tem sido uma equipa regular, equilibrada entre a defesa e o ataque, fez bons jogos e tem estado na frente há várias jornadas, sinal de que tem sido muito constante e consistente.

– A liderança de balneário de jogadores como Luisão também contribuiu para o Benfica estar na frente da Liga?

– Tudo é importante. Luisão é um excelente capitão, sempre soube lidar muito bem com o balneário, impõe-se naturalmente como uma referência para todos os jogadores. Conhece muito bem o Benfica e transmite bem os valores do clube.

– Que mensagem gostaria de deixar aos adeptos do Benfica?
– Diria para continuarem como até agora, a  dar toda a sua força à equipa, porque esse apoio ajuda muito a ganhar jogos. Os adeptos estão sempre com a equipa e eu sei que o Benfica está empenhado em ganhar para lhes dedicar as vitórias e, oxalá, o título de campeão.

– O Cardozo está no Trabzonspor. Como lhe  corre a primeira época na Turquia?

– A nível individual bastante bem, mas infelizmente não tão bem a nível coletivo. Tenho 18 golos, estou muito perto de atingir os 20, mas estamos um pouco longe dos lugares que queríamos e que temos potencial para atingir [o Trabzonspor é 5º]. Veremos como corre o final da época. 

Sport Benfica Turquia Cardozo eventos desportivos futebol desporto Luisão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)