Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Sporting avança com processo contra antigos presidentes e dirigentes de Alvalade

Em causa está a condenação dos leões, no Supremo Tribunal, a pagar 300 mil euros a Maurício do Vale.
Lusa 27 de Novembro de 2017 às 21:33
Nuno Saraiva, diretor de comunicação dos leões
Nuno Saraiva, diretor de comunicação dos leões
Nuno Saraiva, diretor de comunicação dos leões
Nuno Saraiva, diretor de comunicação dos leões
Nuno Saraiva, diretor de comunicação dos leões
Nuno Saraiva, diretor de comunicação dos leões
Nuno Saraiva, diretor de comunicação dos leões
Nuno Saraiva, diretor de comunicação dos leões
Nuno Saraiva, diretor de comunicação dos leões
O diretor de comunicação do Sporting, Nuno Saraiva, anunciou esta segunda-feira que será "colocada uma ação" contra antigos presidentes e dirigentes por terem sido "coniventes" com a situação de Maurício do Vale.

Em causa está a condenação do Sporting, no Supremo Tribunal, a pagar 300 mil euros a Maurício do Vale, que trabalhou no Sporting durante vários anos no departamento de relações públicas.

Segundo Nuno Saraiva, o processo sobre despedimento sem justa causa advém de um "contrato falso" que vários presidentes mantiveram, com Filipe Soares Franco apontado como "responsável pela alteração da natureza do contrato" e Dias da Cunha e José Eduardo Bettencourt também envolvidos, além de terem sido testemunhas de Maurício do Vale.

Também Godinho Lopes e os antigos dirigentes Aureliano Neves e Menezes Rodrigues foram identificados e o Sporting quer agora colocá-los a contas com a justiça.

"Apurados os custos totais será colocada uma ação contra os presidentes e dirigentes que praticaram estes atos e foram sendo coniventes com esta situação, para que a SAD seja por eles ressarcida de todo o valor despendido", refere a publicação do diretor de comunicação dos 'leões' na rede social Facebook.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)