Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Costa confirma escolha de Mário Centeno para o Banco de Portugal

Ex-governante sucede a Carlos Costa. É ouvido no Parlamento na próxima semana.
Diana Ramos 26 de Junho de 2020 às 01:30
Mário Centeno foi a São Bento reunir-se com Costa a 13 de maio. O encontro serviu para combinar a saída do Governo
Mário Centeno foi a São Bento reunir-se com Costa a 13 de maio. O encontro serviu para combinar a saída do Governo FOTO: João Cortesão
O primeiro-ministro formalizou esta quinta-feira a indicação do ex-ministro das Finanças Mário Centeno para o cargo de governador do Banco de Portugal. O ex-governante, que sucede a Carlos Costa, deverá ser ouvido no Parlamento já na próxima semana e terá de aguardar o parecer dos deputados da comissão de Orçamento e Finanças, mas, como este não é vinculativo, já nada separa Centeno da cadeira de governador.

Em comunicado, o gabinete de António Costa confirmou que o primeiro-ministro entregou esta quinta-feira uma carta ao presidente da Assembleia da República com a designação de Centeno, requerendo a audição obrigatória que o processo de nomeação prevê. No final do conselho de ministros, Costa confirmou que já tinha informado, em conjunto com o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, os partidos sobre o nome de Mário Centeno. 


Sobre a escolha de Centeno, o Chefe do Executivo admitiu que “gostaria que [o debate] decorresse de forma tranquila”.

O PSD foi o primeiro a indicar que não gosta da escolha do ex-ministro para o cargo, ainda assim explicou que não se colocaria ao lado do PAN para votar leis à medida. Já o PCP desvalorizou a escolha, pois o BdP continuará a ser “uma sucursal do Banco Central Europeu”.

Projeto de lei do PAN fica adiado por 4 semanas
O Parlamento vai suspender por quatro semanas a apreciação na especialidade do projeto do PAN que altera os critérios de nomeação do governador do Banco de Portugal, até chegar o parecer requerido ao Banco Central Europeu (BCE). A decisão dá margem ao PS e ao Governo para que Mário Centeno complete o processo de nomeação sem que a lei que impõe o período de nojo de cinco anos seja aprovada.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)