Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Relatório sobre queda de avião na Indonésia confirma falha no sistema de segurança

Acidente com a aeronave da Lion Air vitimou 189 pessoas em outubro.
Lusa 28 de Novembro de 2018 às 06:29
 O avião que se despenhou na indonésia é este Boeing 737 Max 8
Boeing 737 Lion Air
Lion Air,  Boeing, aviação
 O avião que se despenhou na indonésia é este Boeing 737 Max 8
Boeing 737 Lion Air
Lion Air,  Boeing, aviação
 O avião que se despenhou na indonésia é este Boeing 737 Max 8
Boeing 737 Lion Air
Lion Air,  Boeing, aviação

O avião da Lion Air, que caiu na Indonésia em outubro, matando 189 pessoas, não deveria ter sido autorizado a descolar após um problema técnico no voo anterior, segundo a agência de segurança dos transportes daquele país.

"Durante o voo de Denpasar para Jacarta", anterior àquele que teve um desfecho fatal, "a aeronave sofreu um problema técnico, mas o piloto decidiu continuar o voo", sublinhou o chefe do Comité Nacional de Segurança nos Transportes, Nurcahyo Utomo.

"Na nossa opinião, o avião não estava em condições de voar e não deveria ter prosseguido" viagem, afirmou Utomo durante uma conferência de imprensa.

Dados da caixa-negra do Boeing da Lion Air mostram que os pilotos tentaram contrariar o sistema automático de segurança que obrigava o avião a descer, segundo um relatório preliminar das autoridades indonésias que investigam o acidente de outubro.

Os investigadores estão agora a concentrar-se em perceber se as informações incorretas dos sensores levaram o sistema do Boeing a forçar o nariz do avião para baixo, originando o acidente a 29 de outubro, que causou a morte às 189 pessoas que se encontravam a bordo.

O voo JT610 da companhia Lion Air caiu no mar 13 minutos depois de descolar de Jacarta com destino a uma ilha vizinha e logo após o piloto pedir para regressar ao aeroporto na capital indonésia.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)