Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Casal que não consegue ter filhos doa óvulos e esperma para inseminações artificiais

Mulher descobriu que sofre de síndrome do ovário poliquístico em 2008.
Correio da Manhã 12 de Maio de 2021 às 20:27
Recém-nascido, bebé
Recém-nascido, bebé FOTO: Getty Images

Um casal britânico decidiu ajudar outros pais a terem filhos visto não conseguirem ter os seus próprios bebés. Danielle-Eve, de 39, e Daniel Chittenden, de 42 anos, que já tentavam ter filhos há cerca de 10 anos passaram por seis abortos espontâneos. O casal gastou mais de 20 mil libras (mais de 23 mil euros) em procedimentos de fertilização in vitro, mas sempre sem sucesso.

A descoberta surgiu quando Dannielle-Eve doou os seus óvulos para ajudar uma família, que também se deparou com um aborto espontâneo. Casados desde 2008, decidiram pedir ajuda numa clínica de fertilidade em Sheffield, momento em que a mulher descobriu que sofria de síndrome do ovário poliquístico. Desde então, Daniel doou o seu esperma a 11 casais para concretizarem o sonho de serem pais.

Agora, o casal vai recorrer ao crowdfunding (doações de terceiros numa plataforma online) para poder realizar uma fertilização in vitro com um óvulo doado que esperam que finalmente seja bem sucedido. "Passámos anos a ajudar outras dez famílias. Nasceram seis meninas e seis meninos. É uma satisfação saber que outro casal ou pais solteiros não passam pela tristeza e dor que nós passamos", desabafou Danielle-Eve.

Daniel Chittenden Daniel Chittenden questões sociais
Ver comentários