Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Combate ao tráfico de pessoas passa por destruir barcos

Os líderes europeus querem combater o tráfico ainda em terra.
23 de Abril de 2015 às 21:53
Os líderes europeus estiveram reunidos
Os líderes europeus estiveram reunidos FOTO: Getty Images
Os líderes da União Europeia (UE) querem combater o tráfico de imigrantes ilegais ainda em terra, destruindo os barcos antes que os contrabandistas os possam utilizar, anunciou, esta quinta-feira o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

No Conselho Europeu, marcado para debater a "situação trágica no Mediterrâneo", que já provocou a morte de centenas de migrantes, foi decidido que a Alta Representante para a Política Externa, Federica Mogherini, irá "preparar ações para capturar e destruir as embarcações dos traficantes antes que estas possam ser usadas, em linha com o direito internacional e respeitando os direitos humanos", anunciou Tusk.

O presidente do Conselho Europeu salientou ainda que será aumentada a cooperação contra redes de contrabando, através da Europol e colocando agentes de imigração em países terceiros.

Tusk disse também que a UE vai triplicar as verbas e "aumentar significativamente" o apoio logístico da operação 'Tritão' de patrulha e salvamento no Mediterrâneo, tendo os Estados-membros assumido o compromisso de reforçar o número de navios, helicópteros e peritos.

O atual mandato da operação 'Tritão' não será alterado, tendo o presidente do Conselho explicado que, ainda que tenha que respeitar o direito marítimo, a atuação das equipas de busca e salvamento não conhece limites em caso de catástrofe.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)